TJMS JANEIRO
Menu
domingo, 23 de janeiro de 2022 Campo Grande/MS
Campo Grande

Sem infraestrutura básica, moradores do Nogueira estão abandonados

02 novembro 2015 - 17h18Por Kamila Alcântara

Localizado na "esquina" das avenidas Guaicurus com a rua da Divisão, ao lado do bairro Iracy Coelho, o Jardim Nogueira é considerado pelos moradores um local completamente abandonado pelo poder público. Apenas uma linha de ônibus passa pelo bairro, não há unidades de saúde, escola e os bandidos agem até durante o dia.

Uma moradora que preferiu o anonimato, de 34 anos, reside aos fundos de um comércio que divide a administração com o irmão. Ela diz que os vizinhos contam todas as situação revoltantes que acontecem no bairro. "Quase todo dia vem alguém aqui dizendo que acabou de ter o celular roubado no ponto de ônibus, principalmente de manhã cedinho e após o almoço, que o bairro está mais tranquilo", conta.

Ela também foi vítima dos bandidos. "Há uns meses meu sogro morreu. Para ir no velório e no enterro, nós colocamos uma placa aqui na frente de luto. Quando eu voltei a porta estava arrombado e tudo revirado, foi o mesmo de ter colocado na porta 'pode roubar, não tem ninguém'. Me culpo também, fui ingênua, mas agora aprendi", desabafa.

Morando no Nogueira há dez anos, a dona de casa Rosana Silva, 43, diz que é necessário ir no bairro ao lado se precisar de algum atendimento médico de urgência. "Aqui não tem asfalto, que já foi prometido, comércio, posto de saúde e escola. As crianças que moram aqui precisam caminhar mais de 40 minutos para chegar no colégio no Iracy, pois o ônibus também demora para passar", afirma Rosana.

Para o ex-presidente do bairro, Marcos Antônio Alves Ribeiro, 57 anos, o abandono da administração municipal persiste faz tempo. "Arrumaram a avenida Guaicurus, investiram muito dinheiro ali, mas não arrumaram as ruas do bairro, quando chove todo o cascalho e barro daqui desce para a avenida. Eu desisti de representar o bairro por conta do descaso, não há empenho dos administradores. Nós ficamos quatro anos sem ter um patrolamento nas ruas, mas vemos que em quatro anos os vereadores conseguiram roubar muito dinheiro".