TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
terça, 28 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Campo Grande

Com R$ 10, é possível ajudar Guilherme a fazer exames médicos em São Paulo

Criança de Campo Grande tem síndrome rara e precisa de tratamento para evitar a progressão da doença

24 maio 2022 - 07h00Por Nathalia Pelzl

Meire Sousa, mãe do pequeno Guilherme Antonio, de 11 anos, portador da síndrome de Distrofia Muscular de Duchenne, está com dificuldades para vender a rifa, que custeará uma viagem para o filho fazer exames médicos.

No domingo, 22 de maio, ela bateu um papo sobre os números que faltavam.

"Vendi 60 números. Faltam 240. Se eu não vender, não vai dar para ir porque teremos que ir de ônibus e não sei se o Guilherme aguenta ficar tanto tempo sentado. O dinheiro seria para despesas de locomoção, hospedagem, comida e também passagens aéreas".

Meire explica que o pedido das passagens foi negado pela Secretaria Estadual de Saúde, pois os exames que Guilherme vai realizar não são pelo SUS (Sistema Único de Saúde).

DIAGNÓSTICO

A família descobriu a distrofia quando o pequeno completou 7 anos. Após isso, eles iniciaram uma batalha para evitar a progressão da doença, para que ele não fique refém da cadeira de rodas.

A Distrofia Muscular de Duchenne - DMD é uma doença genética progressiva, causada por mutações nos genes da distrofina, responsável por músculos importantes como o esquelético, coração e músculos respiratórios.

Para isso, é preciso que o paciente passe por uma equipe multidisciplinar de cuidados, envolvendo uso de medicamentos e fisioterapias, que ajudarão na qualidade de vida da pessoa.

Dessa forma, a família do pequeno Guilherme, que mora em Campo Grande - MS, busca uma consulta em São Paulo - SP, onde há um médico especialista na área, que ajudará no tratamento.

RIFA

A rifa custa o valor de R$ 10 o número, com direito ao sorteio de quase 20 prêmios. Quem puder ajudar, entrar em contato com a mãe de Guilherme pelo telefone 67 - 99243-1123. Ou, então, depositar o valor através da chave Pix cpf 966.710.171-15.