Menu
terça, 18 de maio de 2021
MS CRESCE PELA VIDA 14 a 18/05/2021
Cidade Morena

Cliente ouve história triste, ajuda com compras e descobre golpe rotineiro de usuários de drogas

A usuária de drogas disse precisar de fraldas para uma neta com pneumonia; dezenas de pessoas disseram já ter sofrido golpe da mesma pessoa

15 abril 2021 - 13h00Por Rayani Santa Cruz

A internauta Viviane Garcia ficou indignada ao ser enganada por uma usuária de drogas que abordava clientes em um atacadista da avenida Fábio Zahran. A golpista contou que estava com a neta internada com pneumonia e pediu doação de um pacote de fraldas. A cliente pagou pelo produto, depois soube que a tal mulher trocava produtos por droga.

O caso foi publicado no grupo do Facebook Aonde Não Ir em Campo Grande e ganhou repercussão, já que dezenas de pessoas destacaram que passaram pela mesma situação.
Viviane cita que pagou R$ 48,95 e soube do golpe ao questionar as caixas funcionárias do local.

“Fui no caixa pra pagar. Rapidinho ela pegou pacote agradeceu e saiu enquanto eu pagava. Daí quando olhei para a caixa do mercado ela fez uma cara pra mim, que estranhei. Eu perguntei o que foi? Ela falou: você pelo menos fez sua parte em ajudar. O que ela fazer com o pacote é problema dela depois. Daí eu comecei a tentar saber o que estava acontecendo. E ela mesmo esquivando-se acabou contando, que a mesma mulher dá golpes no mercado em clientes todos os dias, com caixas de leite, pacotes de fraldas dos mais caros e troca por drogas, por ser usuária e morar na rua Palmas em frente ao mercado numas quitinetes, onde é cheia de #usuários. Foi onde questionei porque vocês não avisam os clientes então? Ela alegou que como funcionária não poderia tomar essa atitude.”

Viviane explica que passou na rua citada e encontrou a mulher sem as fraldas. “Dai sai do mercado e realmente encontrei a mulher na ruazinha de frente só que sem o pacote de fraldas que disse que tinha passado para uma mulher levar para o hospital. E saiu andando. O morador da esquina disse que o nome dela é Geovanna e que ela faz isso o dia inteiro, traz as compras do mercado e entrega tudo ali na rua mesmo, em troca de entorpecentes e que já deram parte na Polícia e nunca resolveu nada.”

A internauta questionou se o atacadista poderia avisar os clientes na reclamação.

Outros casos

Ana Fareli disse que vai ao atacadista e sempre vê a mulher cometendo o golpe.

Mary Fernandes afirma que sofreu o mesmo. “Isso aconteceu comigo. A senhora pedindo ajuda. Tem que ficar esperto com essas pessoas”.

O TopMídiaNews enviou o caso a assessoria e assim que houver resposta será inserida no texto.