TCE Abril 25 a 29/04
Solurbe - corrida do meio ambiente 18/04 a 08/05
(67) 99826-0686
Prestação de contas 17/04 a 26/04/2019

Na base do protesto, moradoras conseguem melhorias para bairro da Capital

Grupo de mulheres conseguiu um novo ponto de ônibus para a região

24 SET 2016
Dany Nascimento
10h00min
Foto: Divulgação

Cansadas de assaltos na região, moradoras do Residencial Sebastião Melo, na rua dos Pereiras, no bairro Iracy Coelho, em Campo Grande, conquistaram melhorias após muito suor e protestos. O grupo de mulheres cobra respostas da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) e só conseguiu ser atendido após o movimento, mesmo já tendo tentado entrar com contato com a agência em diversas outras ocasiões.

De acordo com a síndica Rosilayne Vasques, 33 anos, os moradores que dependem do ônibus coletivo são vítimas de bandidos ao saírem para o trabalho. "Todos saem para trabalhar e acabam sendo vítimas de assaltantes. Tem mais de 20 assaltos por semana aqui, cansamos disso", dispara.

Diante disso, representantes da Agetran estiveram no local nesta semana, mas só depois do protesto realizado na última segunda-feira (19), e garantiram a instalação de um novo ponto nesta semana. "Eles vieram aqui e me levaram até a Agetran para conversar porque eu fiz o pedido do ponto de ônibus tem dois meses já. Fui muito bem recebida na Agetran, conversei com o diretor-geral Luiz Renato Adeller, com o responsável pelos transportes, Luiz Alencar, e com o diretor de percurso, Flávio Salomão, que atenderam a solicitação de imediato e agora só temos que agradecer".

Rosylaine destaca que, durante a semana, a Polícia Militar esteve no local e o protesto continuou. "A polícia chegou ao local, mas não falou nada para a gente. Eu pedi que os manifestantes retirassem os objetos do local e com a presença da polícia, continuamos protestando".

Conforme a síndica, o ponto de ônibus seroa instalado na frente do residencial nesta semana. "Agora eles instalam e os moradores terão mais segurança, porque temos uns 20 assaltos por semana aqui. Agora temos uma forma de inibir a ação dos bandidos, já que nosso condomínio tem câmeras na frente", declarou.

Após a instalação, o grupo que realizou o protesto pretende fazer a primeira volta no ônibus utilizando o ponto, com direito a café da manhã. "Vamos estar aqui para fazer a primeira volta do ônibus no novo ponto e vamos realizar um café da manhã dentro do coletivo".

Veja também