Menu
segunda, 30 de novembro de 2020
Cidade Morena

Onda verde, habitação e drenagem estão entre promessas de campanha em Campo Grande

Propostas sobre setores essenciais foram comentadas no programa de TV hoje

21 outubro 2020 - 12h20Por Rayani Santa Cruz

No programa eleitoral exibido na TV nesta quarta-feira (21), das 12h às 12h10, candidatos falaram sobre propostas em infraestrutura, educação e habitação em Campo Grande. 

O candidato Dagoberto Nogueira (PDT) disse que entende de trânsito e Campo Grande vai ter mais onda verde, ciclovias, corredores de ônibus e viadutos para modernizar a mobilidade.

Marcio Fernandes (MDB) teve a participação de André Puccinelli. Eles perguntaram ao campo-grandense do que mais têm saudades nas gestões do MDB, pediram vídeos e disseram que a gestão pode ser melhor.

Marcelo Miglioli (SD) vai combater os alagamentos, transtorno que deve resolver definitivamente com drenagem.

A delegada Sidneia Tobias (Podemos) disse que tem 8.500 crianças na fila da creche e que os kits são entregues no meio do ano. Ela cita que problemas de evasão escolar e educação de qualidade são essenciais para melhorar o setor.

Cris Duarte (Psol) apresentou música de campanha no programa de hoje.

João Henrique (PL) disse que o bem-estar animal é uma das causas e que na gestão vai cuidar da área construindo uma UPA Veterinária pública e vai manter  campanhas de castração gratuita.

Pedro Kemp (PT) disse que Campo Grande tem 38 favelas e fila na habitação de mais de 40 mil pessoas. Ele quer que todos tenham segurança de um teto digno com implantação de projetos de moradias com postos de saúde, creches, escolas e infraestrutura. 

O candidato Vinicius Siqueira (PSL) apresentou o programa dizendo que existe farra dos gastos públicos em Campo Grande e que a cidade precisa de gestão responsável. Ele citou que o prefeito Marquinhos Trad vive em um mundo de fantasias, fora da realidade onde o mundo está seguro e tem emprego garantido. Ele cita que ignorar não faz a crise passar, só a prolonga. Ao final, o candidato avisou ao eleitor que o próximo programa seria sobre ‘um mundo de fantasias’. 

Marquinhos Trad (PSD) apresentou programa sobre pavimentação asfáltica e rede de drenagem. Foi citado drenagem no bairro Cidade Morena, erosão da Gury Marques, represa da Praça das Águas, bacia de retenção no Santa Luzia, piscinão do Oscar Salazar para melhorar o escoamento das chuvas. O programa destacou que o piscinão da avenida Mato Grosso e a obra da Norte Sul vão ficar prontos. 

Sergio Harfouche (Avante) disse que vai mudar a realidade do campo-grandense com transparência. Para ele, é necessário liberdade econômica, desenvolvimento nos bairros e desenvolvimento real da economia. 

O candidato Marcelo Bluma (PV) disse que choveu a verdade aparece, com alagamentos e que a cidade não tem planejamento. 

Esacheu Nascimento (PP) falou sobre gestores podem criar alternativas para melhorar a segurança dos bairros. Ele diz que vai criar patrulhas da guarda nas periferias.

Paulo Matos (PSC) disse que, entre os 15 candidatos, a população tem o direito de conhecer melhor os candidatos. Ele quer debates na campanha eleitoral. 

Guto Scarpanti (Novo) falou sobre a educação  e citou que vai ampliar escola de tempo integral e vai zerar filas das creches através do sistema de Vales Mensalidades com redes particulares.

Thiago Assad (PCO) não tem tempo de TV e de rádio. 

O programa eleitoral da TV será das 12h às 12h10 e das 19h às 19h10 (horário MS) até 12 de novembro. No rádio será das 6h às 6h10 e das 11h às 11h10. 

Leia Também

Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Interior
Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Geral
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Geral
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes
Política
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes