Menu
domingo, 28 de fevereiro de 2021
Cidade Morena

Carreata ‘Fora Bolsonaro’ acontece no centro de Campo Grande

Participantes se reúnem nos altos da avenida Afonso Pena e pedem o impeachment do presidente Jair Bolsonaro e vacina para todos

23 janeiro 2021 - 11h11Por Rayani Santa Cruz e William Leite

Neste sábado (23), acontece mais uma carreta ‘Fora Bolsonaro’ em Campo Grande. Os participantes fazem concentração nos altos da avenida Afonso Pena, em frente a cidade do Natal, e devem percorrer toda a pista até o centro. No local tem mais de 50 pessoas entre homens e mulheres. Sindicatos representantes e associações que pedem o impeachment de Bolsonaro e vacina para todos. 

A reportagem do TopMídiaNews acompanha a movimentação e, segundo informado, os motoristas vão da até a rua José Antônio, seguindo pela ruas 13 de Julho, Maracaju e Calógeras até voltar à Afonso Pena novamente. 

O deputado Pedro Kemp (PT) explicou que o ato é organizado por vários movimentos sociais de esquerda pela falta de gestão do governo federal frente a crise sanitária. “Nossa preocupação é com a população do nosso país. Um governo que não consegue gerenciar essa crise sanitária e um presidente que desdenha a todo momento da pandemia. Estamos indignados com as atitudes infantis e irresponsáveis do presidente, que é o chefe maior da nação.” 

A assentada Marina Ricardo Nunes, de 53 anos, disse que a falta de amparo do governo federal atinge todos os assentados que chegam a passar grandes necessidades. “Enquanto mulher, assentada e trabalhadora rural eu estou indignada porque a reforma agrária está parada. Precisamos da reforma para poder trabalhar. Estamos morrendo a míngua e ninguém está vendo. O governo finge que nós não existimos e não é essa realidade que queremos.” 

(Manifestantes fazem concentração na avenida Afonso Pena. Foto: Willian Leite)

A professora Marcia Gomes, de 60 anos, disse que Jair Bolsonaro deve ser afastado de forma democrática com aprovação do Congresso Nacional. Para ela o impeachment é uma forma democrática de afastar um presidente que comete faltas graves a população. “A pandemia é o principal motivo de eu estar aqui. O presidente serve uma elite minoritária e a maioria do povo que é pobre e trabalhador que sustenta esse país está vivendo das migalhas que ele oferece. O governo quer manter a economia só para beneficiar os ricos”.

O presidente da Fetems, Jaime Teixeira disse que o movimento é realizado por uma frente ampla para tentar afastar o governo, que está deixando as pessoas morrerem por falta de gerenciamento. “O Congresso será obrigada a analisar os pedidos de impeachment através da pressão popular. Nós cidadãos estamos sentindo na pele a falta de gerenciamento da economia e da saúde. O presidente não tem capacidade e as pessoas estão ou morrendo ou passando por graves necessidades neste momento.”