TCE MAIO
(67) 99826-0686
PMCG - Prestação de contas

Com ventos de até 50 quilômetros por hora, chuva assusta em Campo Grande

Defesa Civil atende em duas regiões; Bombeiros registram quedas de árvores, alagamentos e abertura de crateras

23 OUT 2016
Diana Christie e Amanda Amaral
16h06min
Foto: André de Abreu

A chuva que caiu sobre Campo Grande, na tarde deste domingo (23), assusta moradores em algumas regiões com risco de alagamentos, apesar de nenhuma ocorrência grave ter sido registrada até o momento.

De acordo com o coordenador municipal de proteção e contenção da Defesa Civil, Walmir Barbosa Lima, a tempestade veio acompanhada de vento forte vindo da região Sudoeste, entre 35 e 50 quilômetros por hora, além de muitos raios, característicos desta época do ano.

Realizando vistoria na região do shopping Campo Grande, Walmir destaca que a chuva está fina no local, mas o volume de água assusta nas áreas da saída de Três Lagoas e nas proximidades do Jockey Club.

Foto: André de Abreu

Duas equipes da Defesa Civil se deslocaram para as regiões Sul e Sudoeste e o Corpo de Bombeiros auxilia nas ocorrências de alagamento em residências, registradas em vários pontos da cidade.

Segundo Walmir, Campo Grande não é uma cidade preparada para tempestades. Ele destaca que, por mais que a prefeitura tenha realizado algumas obras de contenção nas proximidades dos córregos, poucos pontos de escoamento foram construídos.

Foto: Repórter Top

No Terminal Guaicurus, o leitor Laércio Júnior registrou grande vazamento de água no teto. Moradores do Jardim Canguru também reclamam de alagamentos nos barracos de lona e casas em construção, além das ruas tomadas pela enxurrada.

Os bombeiros foram acionados ainda para atender uma queda de árvore na Rua Palestina, na Vila Palmira, e a abertura de grande cratera na Rua Gerônimo de Albuquerque, 67, no Nova Lima. Conforme informações preliminares, o buraco nas proximidades da Marquês Herval está colocando uma residência em risco.

Veja também