(67) 99826-0686

Copiloto faz homenagem para piloto que morreu dentro de avião em Campo Grande

Matheus teve que realizar manobra de emergência para pousar a aeronave

7 JUL 2019
Dany Nascimento
09h20min
Foto: Reprodução Facebook

Após viver momento de pânico na tarde de ontem (6) e realizar uma manobra de aterrissagem de emergência no Aeroporto Internacional de Campo Grande, o copiloto Matheus Pasquotti utilizou as redes sociais para homenagear o piloto Benedito Fernando Ricci.

Benedito morreu após sofrer um infarto enquanto pilotava um avião, modelo Beechcraft King Air C90. No Facebook, Matheus diz que perdeu o amigo em um piscar de olhos. “Acordamos hoje pela manhã, tomamos nosso café, preparamos nossas coisas, tiramos o avião do hangar e fomos fazer o que mais gostamos de fazer, voar. Mas, no meio do caminho, como em um piscar de olhos, você se foi meu amigo. Me faltam palavras para descrever o que estou sentindo”, escreveu o copiloto.

De acordo com a publicação, Pasquotti e Benedito voavam juntos há cinco anos. “Faltam palavras para descrever o que foram esses cinco anos voando juntos, bagunçando e dando muita risada. Agradeço a Deus por ter conhecido um cara como você, amigo, companheiro, um piloto dedicado e que amava voar. Peço a Deus que conforte todos os seus familiares com o Amor e a Paz que só o Senhor Jesus pode dar.

O caso

O comandante Benedito Fernando Ricci sofreu um infarto ao tentar aterrissar um avião, modelo Beechcraft King Air C90, no final da tarde de ontem (6), no Aeroporto Internacional de Campo Grande.

Matheus Pasquotti precisou completar a manobra de aterrissagem de emergência da aeronave de matrícula PT-MJQ. O Corpo de Bombeiros Militar foi até o local, mas Fernando não apresentava sinais vitais.

O corpo foi levado Americana, São Paulo, onde seria o destino do voo. O avião pertence à empresa Agropecuária Lagoa Dourada e deve ficar na Capital até quarta-feira (10) para ser periciado.

Veja também