Menu
segunda, 28 de setembro de 2020
Cidade Morena

Coringa recebe proposta, mas volta a ser subsecretário de Direitos Humanos na Capital

Ele afirma que atendeu o pedido do prefeito Marquinhos Trad para voltar a atuar como subsecretário

05 fevereiro 2019 - 12h07Por Dany Nascimento

Entre Brasília e Campo Grande, Ademar Vieira Júnior, popularmente conhecido como ex-vereador Coringa (PSD), afirma que após passar um mês como deputado federal, decidiu voltar a trabalhar na Capital, atendendo um pedido especial do prefeito Marquinhos Trad (PSD).

Coringa voltou a atuar como Subsecretário de Defesa dos Direitos Humanos e promete muito trabalho ao assumir o cargo pela segunda vez. “Eu tinha recebido uma proposta para ficar na liderança do PSD em Brasília, eu ia cuidar dessa parte, mas como fizemos um bom trabalho enquanto estava como subsecretário, o prefeito pediu meu retorno e eu aceitei de imediato. Já estou trabalhando”.

Questionado sobre o valor que deve receber para desempenhar o cargo solicitado pelo Chefe do Executivo, Coringa destaca que gira entorno de R$ 11 mil. “Vamos trabalhar bastante, estou desenvolvendo dois projetos, um deles recebe o nome de Valorização da Vida, que vai se tornar um projeto nacional, estamos fazendo o planejamento para 2019”.

Em janeiro deste ano, Coringa deixou o cargo e assumiu como como deputado federal, no lugar de Luiz Henrique Mandetta, que foi nomeado ministro da saúde na gestão do presidente Jair Bolsonaro (PSL). Ele ocupou o cargo apenas por um mês, já que a partir de fevereiro, assumiram os parlamentares eleitos em outubro do ano passado.

Leia Também

Mulher é encontrada morta em poço e com short abaixado
Polícia
Mulher é encontrada morta em poço e com short abaixado
Mulher morre na Santa Casa depois de acidente de moto
Polícia
Mulher morre na Santa Casa depois de acidente de moto
Homem sai para pescar e se afoga em lago
Interior
Homem sai para pescar e se afoga em lago
Motociclista bate em carro e morre na Av. Presidente Vargas
Cidade Morena
Motociclista bate em carro e morre na Av. Presidente Vargas