Menu
segunda, 21 de setembro de 2020
Cidade Morena

Dona de casa vê conta de água quase triplicar; empresa promete negociar valor e faz alerta

A mulher afirma que paga R$ 80 há cinco anos e agora terá que desembolsar R$ 208

06 fevereiro 2019 - 19h00Por Dany Nascimento

Mãe de cinco crianças, Waléria Otávio dos Santos Pereira, 32 anos, afirma que de um mês para o outro viu a conta de água praticamente triplicar e agora não sabe como vai pagar a dívida da residência onde mora com a família, no bairro Teruel Filho, antiga Cidade de Deus, em Campo Grande.

A dona de casa destaca que o filho Matheus, de 14 anos, tem paralisia e a família estaria cadastrada no programa baixa renda. “Eu moro aqui há 5 anos já, nesse tempo, eu sempre paguei de R$ 70 a R$ 80 por mês. Agora a conta veio esse absurdo, já estou com uma de R$ 71 atrasada, estava preocupada para conseguir dinheiro e pagar e agora chega esse absurdo. Não mudou nada na rotina da minha casa, mas o valor saltou para R$ 208, eu não tenho condições de pagar isso”.

Ela explica que recebe um benefício para o filho especial de um salário mínimo e o marido, Laer Rodrigues Camargo, 43 anos, é funcionário da Solurb, empresa responsável pela coleta de lixo da cidade. “São cinco crianças, uma de 16 anos, uma de 14 anos, uma de 12 anos, uma de 10 anos e um bebê de 1 ano. Não temos condições de pagar esse absurdo”.

Questionada sobre entrar em contato com a empresa Águas Guarirobas, a mulher afirma que reclamou do valor, mas foi informada que teria utilizado água a mais. “Eles alegam que eu utilizei mais de 21 m³ e por isso não vou pagar a taxa mínima. Até entendo que se fosse um pouco a mais, uns R$ 100, R$ 150, mas esse valor de R$ 208 é um absurdo”.

Águas Guarirobas

O TopMídiaNews entrou em contato com a empresa responsável pelo abastecimento de águas, que informou que a cliente é beneficiária da Tarifa Social, que garante desconto de 50% no valor das contas de água e esgoto, mas excedeu o limite do programa.

“Conforme a Lei municipal 3928/01, em seu artigo 6º, o morador perde o desconto no mês que ultrapassar o consumo de 20m³. O benefício volta a ser concedido no mês subsequente, caso o consumo seja inferior ao limite estipulado na legislação (vinte metros cúbicos)”.

A Águas destaca que a cliente continua cadastrada na Tarifa Social. “Neste mês o benefício não foi concedido porque o consumo ultrapassou o limite de 20m³. A equipe de projetos sociais da empresa entrará em contato com a usuária para oferecer condições de negociação da conta de água e prestar orientações sobre como monitorar o consumo mensal”.

Leia Também

Puccinelli 'nega fogo no parquinho' e que Twitter sugerindo candidatura foi hackeado
Política
Puccinelli 'nega fogo no parquinho' e que Twitter sugerindo candidatura foi hackeado
Ferida com tiro no nariz, menina de 7 anos está consciente na Emergência da Santa Casa
Cidade Morena
Ferida com tiro no nariz, menina de 7 anos está consciente na Emergência da Santa Casa
NA LATA: de surpresa, Puccinelli ameaça rasteira em Márcio Fernandes
Na Lata
NA LATA: de surpresa, Puccinelli ameaça rasteira em Márcio Fernandes
Eleições: candidatos a prefeito poderão gastar até R$ 7 milhões em Campo Grande
Política
Eleições: candidatos a prefeito poderão gastar até R$ 7 milhões em Campo Grande