Menu
sexta, 30 de julho de 2021
Cidade Morena

PERIGO: CCZ está sem reagentes e não consegue diagnosticar leishmaniose em cães

Problema começou em janeiro; Ministério da Saúde é responsável pelos reagentes

28 fevereiro 2019 - 09h30Por Thiago de Souza

Dona de um cachorro em Campo Grande está aflita por não saber se o animal possui leishmaniose. Ela levou o canino para exames no Centro de Controle de Zoonozes em janeiro, mas com o reagente em falta, a análise está pendente por tempo indeterminado.

Conforme relatou ao TopMídiaNews, o sangue do cão foi coletado no dia 27 do mês passado.

''Eles disseram que não tem previsão de quando vão fazer o exame por falta do kit com reagentes'', explicou a criadora. Ela faz críticas pela falta do material.

''Isso porque é muito endêmico, no Estado, a doença [leishmaniose), não é?'', questionou.

A prefeitura de Campo Grande confirmou a falta do kit e disse que o material é de responsabilidade do Ministério da Saúde.

''A quantidade enviada na última vez não foi suficiente para atender a demanda. O órgão federal não mencionou prazo para normalizar abastecimento e a SESAU aguarda o envio dos materiais em quantidades suficientes para suprir as necessidades do CCZ'', informou o órgão.

Leia Também

Vamos ajudar? Ração de ONG para cães e gatos acaba em Campo Grande
Cidade Morena
Vamos ajudar? Ração de ONG para cães e gatos acaba em Campo Grande
Terapia promissora salva menina Ahinara de câncer no cérebro
Geral
Terapia promissora salva menina Ahinara de câncer no cérebro
Joice Hasselmann contrata 'advogado do PT' no caso das agressões misteriosas
Geral
Joice Hasselmann contrata 'advogado do PT' no caso das agressões misteriosas
MS deve receber mais de 80 mil doses após encaminhamento do Ministério da Saúde
CORONAVÍRUS
MS deve receber mais de 80 mil doses após encaminhamento do Ministério da Saúde