Menu
Busca sábado, 19 de outubro de 2019
Top Ms
Cidade Morena

Faltam dois dias: mãe pede ajuda para realizar festinha de aniversário da filha em Campo Grande

Débora já ganhou o bolo de aniversário e conta com o apoio da população para conseguir outros itens

19 setembro 2019 - 11h10Por Dany Nascimento

Ver a filha comemorar a chegada dos 7 anos de idade é um dos desejos de Débora Campos Barbosa de Souza, 25 anos, que alega que a menina nunca comemorou o aniversário. Ela disse ao TopMídiaNews que fez um apelo nas redes sociais pedindo ajuda para fazer a festinha da filha, mas foi alvo de pessoas maldosas.

“Eu fiz um post porque estou desempregada, não consigo fazer a festinha dela e pedi ajuda das pessoas. Eu fiquei um tempo sem internet, depois que voltei a acessar, eu vi que um perfil usou a minha postagem para pedir o depósito de dinheiro em algumas contas que não me pertencem. Eu só queria que ela tivesse uma festinha, não pedi dinheiro, eu pedi doações”, diz a mãe.

De acordo com Débora, Isthefany Yasmim de Souza, 6 anos, comemorou o aniversário da irmã mais velha com uma festinha, através de doações. “Uma vizinha publicou nas redes, daí minha filha mais velha completou 10 anos e conseguiu uma festinha. Lá mesmo, a Isthefany já perguntava da festinha dela e agora fica pedindo, ela quer uma festinha com bolo. Conseguimos a doação do bolo já, peço ajuda para conseguir as outras coisas, ela faz aniversário daqui dois dias, dia 21 de setembro, moramos aqui no residencial José Teruel”.

Debora é mãe de quatro filhos e espera a chegada de mais uma menina. “Eu também queria ver a possiblidade de fazer um chá de bebê, porque eu não tenho nada de roupinha, não tenho fralda e estou grávida de nove meses. Minha filha vai chegar e eu não tenho nada, estou desempregada”.

Questionada sobre o pai das crianças, Débora afirma que mora com o pai dos filhos mais novos, mas como o mesmo é paraguaio, não conseguiu emprego fixo. “Estamos tentando mexer com os documentos dele no consulado, ele sustenta a família com diárias. Eu trabalhava antes da gravidez, com carpina em uma empresa, mas fui demitida”.

Para ajudar Débora ligue 67 99306-5997.