Menu
quinta, 01 de outubro de 2020
Cidade Morena

Família faz apelo para que população ajude o Paçoca a voltar para casa

Criado como filho, família já foi até na região da cracolândia atrás do cão fujão

21 fevereiro 2019 - 14h32Por Rodson Willyams

A família do cãozinho chamado Paçoca pede ajuda da população para trazê-lo de volta para casa. Paçoca fugiu de casa na última terça-feira (12), na região do bairro Caiçara, em Campo Grande, e desde então segue desaparecido.

Após campanhas pela internet, o cão foi visto em diversos locais. O último foi em um condomínio na região do bairro Monte Castelo.

A professora Alessandra Rodrigues, 'mãe' do cão fujão, revela que toda a família está preocupada. "Ele sempre foi criado dentro de casa. Ainda não sabemos como ele conseguiu escapar. Mas vejo que está fazendo de tudo para voltar. Nos relatos que nós recebemos, todos falam que está dócil e que está  'chorando' pela rua".

As campanhas divulgadas pelas redes sociais deram 'quase' certo. "As pessoas têm nos ajudado. Recebemos fotografias dele. Uma ele foi avistado na Rua Barão do Rio Branco em frente às Casas Bahia, no Centro. No outro dia, outra pessoa nos ajudou e disse que ele foi visto dentro do condomínio Figueiras, no Monte Castelo. Só que todas as vezes que vamos, não o encontramos".

Alessandra ainda que explica que até o pai já saiu às quatro horas da manhã na tentativa de encontrá-lo.

Paçoca no condomínio - Foto: Repórter Top

"No dia que falaram que ele estava no centro. Era meia noite, meu marido, minha irmã  estávamos andando atrás dele na região da cracolandia. Meu pai acordou cedo no outro dia e foi lá para vê se encontrava ele".

No Monte Castelo, a professora disse que chegou a ir três vezes no bairro. "Em uma delas fomos com os outros dois cãezinhos que temos em casa. Sentiram o cheiro dele, mas não o achamos. Até uma amiga nossa chegou a andar pela região, mas também não o localizou".

Ao final, a família pede para quem o achá-lo segurá-lo. "Ele não é bravo. Mas está com medo. Ele gosta de criança. Minha filha de dois anos fica no portão de casa chamando pelo 'Toca'. Nos ajudem a trazê-lo para casa".

Para quem tiver visto ou encontrá-lo pode entrar em contato pelo telefone 9. 9125-2131.

Leia Também

Ex-marido surta ao receber intimação e ameaça ex-mulher na Vila Popular
Polícia
Ex-marido surta ao receber intimação e ameaça ex-mulher na Vila Popular
Gravações e encontros com apoiadores, veja a agenda dos candidatos a prefeito de Campo Grande
Cidade Morena
Gravações e encontros com apoiadores, veja a agenda dos candidatos a prefeito de Campo Grande
Anvisa facilita o registro de vacinas da covid-19 no país
CORONAVÍRUS
Anvisa facilita o registro de vacinas da covid-19 no país
Cavalo é amarrado e deixado embaixo de sol quente em Três Lagoas
Interior
Cavalo é amarrado e deixado embaixo de sol quente em Três Lagoas