TJMS Abril
Menu
Busca domingo, 05 de abril de 2020
corona 2
Cidade Morena

Força-tarefa recupera asfalto em rotatória, desobstrui córregos e controla erosão

Uma equipe de 300 trabalhadores foi montada

21 fevereiro 2020 - 18h11Por Redação

Nesta sexta-feira (21), a Prefeitura de Campo Grande mobilizou uma força-tarefa com máquinas, caminhões e 300 trabalhadores para recuperar os estragos provocados pelos  73 milímetros de chuva que caíram em Campo Grande nesta quinta-feira (20), quando choveu 43% do esperado para o mês.

De acordo com a assessoria, por volta das 13h30, o trecho do asfalto da rotatória das avenidas Ernesto Geisel com Rachid Neder, arrancado pela força da enxurrada, já estava refeito.

Segundo o secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Rudi Fiorese, a força da enxurrada arrancou o asfalto, a travessia de pedestre, além de acumular na pista muito barro e pedras, que desceram da Rachid Neder. Troncos de árvores e galhos que desceram dos dois córregos obstruíram o canal, o que aumentou a força da correnteza.

Outra frente de serviço atuou no Jardim Paradiso,  onde  a combinação de drenagem insuficiente e declividade do terreno traz como consequência, em dias com esta intensidade de chuva, estragos em algumas ruas, ainda segundo a assessoria.

A  pior situação é um trecho de três quadras da Rua Carlota de Almeida Lemos, antes de chegar na Avenida Tamandaré. O asfalto  foi arrancado e terá de ser refeito quando as condições climáticas permitirem. De imediato, o pavimento foi retirado para devolver as condições de tráfego. Será preciso esperar dois dias de estiagem para o pavimento ser refeito.

A solução do problema, que acontece quando  chove muito num curto período tempo, segundo o titular do Sisep, já está encaminhada. Em  março, serão iniciadas obras (dentro do Complexo Seminário C) de drenagem e pavimentação da Rua Três Marias, uma via de 830 metros de extensão, paralela à Carlos de Almeida.

Esta tubulação vai escoar a enxurrada que desce de um  bairro vizinho, o  Nossa Senhora das Graças, situado numa região mais alta. A tubulação  vai se estender até a Avenida Tamandaré, na altura do Córrego Frutuoso, onde há uma galeria de captação. Hoje, toda essa água tem escoamento superficial e, conforme a velocidade, arranca o asfalto ou parte dele.

Houve intervenção rápida no final da Rua Veridiana,  em frente ao Conjunto Estrela do Sul, onde parte do aterro da travessia sobre o Córrego Segredo foi levado pela enxurrada.  Nesta sexta-feira, a Prefeitura recompôs o barranco, que será estabilizado com pedra e concreto para evitar a erosão.

Na Avenida Salgado Filho, perto do viaduto Hélio Macedo,   foi refeito parte do asfalto destruído pela chuva. Neste sábado, se o tempo ajudar, equipes de manutenção vão fazer reparos no asfalto nas Rua Veridiana (que será recapeada a partir de março); na Avenida Rodoviária e algumas outras ruas do Conjunto Estrela do Sul; Rua São Leopoldo  em frente da Rua Etalivio Pereira,no Parque dos Ypês.

Leia Também

Conselhos de MS recomendam que profissionais da saúde façam cadastro no Ministério
Saúde
Conselhos de MS recomendam que profissionais da saúde façam cadastro no Ministério
Ministério da Saúde: Brasil não chegará a 100 mil mortos pela Covid-19
Geral
Ministério da Saúde: Brasil não chegará a 100 mil mortos pela Covid-19
'Número 2' do Ministério da Saúde quebra isolamento e dá desculpa marota para 'corridinha'
Geral
'Número 2' do Ministério da Saúde quebra isolamento e dá desculpa marota para 'corridinha'
Marquinhos pede selfies e vídeos de corrente de oração marcada para este domingo
Cidade Morena
Marquinhos pede selfies e vídeos de corrente de oração marcada para este domingo