Menu
Busca terça, 12 de novembro de 2019
Cidade Morena

Greve: motoristas de ônibus param e deixam população da Capital na mão

Por ‘força do destino’ as manifestações acontecem hoje, um dia após o feriado que homenageia Santo Antônio

14 junho 2019 - 07h45Por Luis Abraham

Pensando somente na categoria e não na população, os grevistas resolveram aderir à paralisação geral que ocorre em todo o Brasil nesta sexta-feira (14). Quem acordou cedo para pegar a primeira volta do ônibus em Campo Grande já sentiu o efeito da greve e teve de se virar para poder chegar ao trabalho, escola ou faculdade.

Por ‘força do destino’ as manifestações acontecem hoje, um dia após o feriado que homenageia Santo Antônio, padroeiro da cidade, e na véspera do final de semana. A greve já era prevista há dias, deixando refém de interesses alheios e escusos o povão, que nada tem a ver com isso.

Pautas como 'Lula Livre', 'Fora Bolsonaro', 'Renuncia Moro', 'Contra a Reforma da Previdência', entre outros, dão a ordem do dia. Dentre as entidades organizadoras da paralisação, que tem como mote "Reaja agora ou morra trabalhando", em Campo Grande, estão a CUT e Força Sindical.

(Foto: divulgação)