Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Cidade Morena

Júri condena Moon a 23 anos e 4 meses de prisão por morte de empresário

PRF foi condenado a regime fechado, mas permanece em liberdade até julgamento de recurso

30 maio 2019 - 17h53Por Amanda Amaral e Nathalia Pelzl

O policial rodoviário federal Ricardo Hyun Su Moon foi condenado a 23 anos e quatro meses de prisão em regime fechado por homicídio doloso qualificado na morte do empresário Adriano Correia do Nascimento, e tentativa de homicídio contra outros dois envolvidos. A decisão foi tomada após horas de julgamento nesta quinta-feira (30), em Campo Grande.

Moon não esboçou qualquer reação durante a leitura da sentença e não deve ser preso imediatamente, podendo recorrer em liberdade a decisão tomada pelo júri. A defesa do policial confirmou que deve buscar todos os meios possíveis para reverter a pena.

“Devido as provas, vamos recorrer, mas respeitamos decisão do júri. Acho que é um atestado para quem bebe e sai matando, vamos tentar levar para a Justiça Federal”, declarou o advogado de defesa Renê Siufi. Antes do julgamento de hoje, o STF (Supremo Tribunal Federal) já havia suspendido análise sobre o caso. 

A mãe de Adriano, Mareli Almeida do Nascimento, chorou durante julgamento e no final disse que acredita que justiça foi feita. “Espero que seja cumprida. O que passei foi a dor mais profunda”, declarou, em lágrimas.

O assistente de acusação Irajá Almeida Messias comemora a decisão após exaustivo julgamento. “Foi correto e justo, além do reconhecimento das qualificadoras. Era esperado e, mesmo que a defesa recorra, o comportamento da juíza [Denise de Barros Dodero Rodrigues], a didática foi correta, que não deixa margens para recurso”, avaliou.

Os crimes considerados na condenação foram homicídio doloso qualificado, por motivo fútil e recurso que dificultou defesa da vítima e tentativa de homicídio. Foi reduzida a pena neste último, levando em conta a falta de antecedentes criminais do acusado.

Não houve qualquer tipo de manifestação de apoiadores do policial ou das vítimas no local.

Leia Também

Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Polícia
Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Cidade Morena
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Entrevistas
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar