Menu
domingo, 27 de setembro de 2020
Cidade Morena

Loester Trutis usou do cargo para desacatar servidores e denúncia vai para PGR

Deputado tem foro privilegiado, por isso o MPF mandou caso para procuradoria

06 agosto 2020 - 17h00Por Thiago de Souza

O Ministério Público Federal encaminhou notícia de fato contra o deputado federal Loester Trutis (PSL) para a Procuradoria-Geral da República, nesta quinta-feira (6). O motivo é que flagrante crime de desacato e ameaça a servidores públicos foram cometidos em razão do cargo de deputado, por isso o declínio de competência. Loester é denunciado de usar os poderes parlamentares como forma de 'pressão', usar policial militar fora do horário de expediente e assédio a servidores municipais.

A notícia de fato foi encaminhada pela Secretaria Especial de Segurança e  Defesa Social, a Sesdes, alegando que Trutis invadiu o Centro de Especialidades Médicas, desacatou servidores do local e guardas civis metropolitanos.  

Ainda segundo a queixa da Secretaria, o deputado feriu decreto municipal que proíbe aglomerações em razão da pandemia da covid-19. 

Loester se defendeu dizendo que fiscalizar o poder público é uma prerrogativa de sua função como parlamentar. Já a Sesdes descreveu que o Supremo Tribunal Federal impôs limites a essa prerrogativa e a ação de fiscalização teria de ser diferente do que o deputado executou no órgão municipal. 

Todas as denúncias que constam nesta reportagem foram assinadas pelo Ministério Público Federal regional

A nota foi assinada pelo Procurador da República em MS, Silvio Petengill Neto. Veja sobre o caso clicando aqui.

 

Leia Também

Cantora Joelma revela que está tratando sequelas da covid-19
CORONAVÍRUS
Cantora Joelma revela que está tratando sequelas da covid-19
Comerciante morre em acidente após bater carro em árvore na MS-276
Interior
Comerciante morre em acidente após bater carro em árvore na MS-276
Juíza derruba Trutis e coloca Siqueira como candidato
Política
Juíza derruba Trutis e coloca Siqueira como candidato
Campanha está liberada e domina redes sociais
Política
Campanha está liberada e domina redes sociais