Menu
quinta, 25 de fevereiro de 2021
Cidade Morena

Mãe do Rhyshard 'mata um leão por dia', mas ainda falta leite especial no Monte Alegre

Ela diz que o filho não toma a bebida indicada por não ter condições

22 fevereiro 2021 - 17h00Por Thiago de Souza

Entre as várias lutas que enfrenta para sustentar o filho Rhyshard Rhafael,3 anos, Thaynara Aparecida Gomes, 26 anos, diz que conseguir o leite especial é uma delas. Ela lamenta o fato do pequeno não tomar o produto indicado, por falta de condições financeiras. 

Ela e o bebê, que, entre vários problemas de saúde, nasceu sem os braços e uma das pernas, moram no Jardim Monte Alegre, região sul da Capital. 

Thaynara diz que o leite indicado a ele é o Peptamen Júnior, que custa caro. Ao mês, o custo com o produto é de R$ 2.200. 

‘’Isso quando eu pego na promoção. ’Eu até desisti de dar o leite para ele, não tem como...’’, desabafa. Apesar de o pequeno ter plano de saúde, há gastos com fisioterapia e fonoaudiologia. 

‘’É um sofrimento e a gente vai vivendo como dá. Tem mês que a gente escolhe: faz metade da fisioterapia e paga uma luz, uma água...’’, desabafa novamente. 

Mais problemas

Em novembro de 2020, quando Rhyshard fez uma cirurgia, foi descoberto que ele também sofre de hipertermia maligna que, segundo a mãe, o impede de tomar alguns medicamentos e até anestesia. 

No entanto, segue o relato, para ter um laudo atestando a mazela, ele teria de fazer um exame em São Paulo, que foi conseguido gratuitamente. Porém, os custos da viagem são um obstáculo para o procedimento. 

O TopMídiaNews já contou várias vezes a história do garoto. O telefone para contato de Thaynara é: (67) 9 9263-3473.