CORUMBÁ 21 A 23/06/21
TCE 21 a 27/06/2021
Menu
terça, 22 de junho de 2021
MEDIDAS RESTRITIVAS 19/06 a 30/06/2021
Cidade Morena

Mãe e filha acolhem animais por amor, mas precisam de ajuda para quitar dívidas

Na própria casa, elas cuidam de quase 30 cães e gatos abandonados pelas ruas de Campo Grande

12 março 2019 - 16h19Por Amanda Amaral

Mãe e filha, Lucineide e Marluce têm um forte elo em comum que vai além do familiar: o amor incondicional aos animais. Por isso, elas abriram as portas de casa para acolher aqueles que sofrem sem cuidados em Campo Grande. Contudo, a ajuda para quase 30 animais tem pesado além do que ambas podem custear.

Hoje, essa dívida gira em torno de R$ 4 mil com clínicas veterinárias, somados alguns dos tratamentos a animais feridos e com doenças. Outra necessidade constante também é por ração, para animais de todas as idades, mesmo com a ajuda de alguns pet shops que se solidarizam e cobram valores mais em conta.

As duas começaram a acolher animais de rua há alguns anos e criaram a página de Facebook para pedir e oferecer ajuda. ‘Ajude a HotDog e o Ajax’ foi o nome escolhido. A cadela HotDog havia sido resgatada em 2014 e morreu três meses depois, após reação alérgica a medicamentos contra a cinomose. 

O cão Ajax tem problemas no trato urinário e é cuidado junto a outros ‘irmãos’ na residência. “Para nós, fica, muitas vezes, impossível dar ração e remédios para todos que precisam, e estamos no limite de acolhimentos. Nem divulgamos endereço para que não deixem os animais aqui na frente, por exemplo, e não termos como cuidar. Mas fazemos porque amamos e acreditamos que a ajuda vem”, conta a bióloga Marluce da Costa.

Sua mãe, Lucineide Francisco Alexandre, é artesã e técnica em eletrônica, faz consertos e reciclagem de equipamentos. Para ajudar na arrecadação de fundos para os tratamentos da dos cães, já chegou a realizar objetos de decoração com eletrônicos descartados, que viravam cadernos, agendas, bandejas, casinhas para cães e gatos e lixeiras.  

"Doar é uma pratica que requer desapego. O olhar volta-se para o outro e não para si mesmo. As pessoas que tem facilidade de doar alegram-se duplamente. Sentem alegria pelo ato de presentear e também por ver a alegria de quem recebe", é um dos lemas de mãe e filha.

Com a pouca renda que chega, ficou impossível cumprir todos os pagamentos sem pedir ajuda. Quem puder doar qualquer valor pode entrar em contato pelos telefones (67) 99254-3975 ou pelo (67) 99145-6863. Doações podem ser feitas presencialmente, a combinar, ou na conta disponibilizada.

Bradesco, conta poupança 1000845-0, Agência 3408. Titular da Conta: Marluce da Costa. Os dados de CPF e endereço podem ser solicitados através do contato por telefone ou mensagem WhatsApp nos números acima.

Leia Também

Vídeo: cachorro que sumiu durante mudança de SC para Campo Grande é encontrado em MS
Cidade Morena
Vídeo: cachorro que sumiu durante mudança de SC para Campo Grande é encontrado em MS
Vacinação de indígenas caminha a passos lentos em MS
CORONAVÍRUS
Vacinação de indígenas caminha a passos lentos em MS
Pai e filho são presos após anunciarem veículo furtado para venda no Facebook
Polícia
Pai e filho são presos após anunciarem veículo furtado para venda no Facebook
MPF identifica indícios de crime em compra de vacina indiana Covaxin
CORONAVÍRUS
MPF identifica indícios de crime em compra de vacina indiana Covaxin