Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Cidade Morena

Manifestantes promovem ‘abração’ em volta de lago assoreado no Parque das Nações

Ato acontece neste domingo (17) e visa chamar atenção de autoridades

17 março 2019 - 17h19Por Amanda Amaral

Um dos principais pontos turísticos de Campo Grande e patrimônio da natureza local, o Parque das Nações Indígenas recebe um ‘abração’ no fim da tarde deste domingo (17). O ato, em torno do lago assoreado, é uma forma de cobrar autoridades responsáveis pela recuperação ambiental.

Até a publicação da reportagem, mais de 350 pessoas manifestavam interesse na manifestação, organizado por frequentadores do parque. O lago continua lotado de lama após as intensas chuvas dos primeiros meses de 2019.

A campo-grandense Nicole Keppke é frequentadora do local ‘desde que se conhece por gente’ e chegou a viralizar em publicação no Facebook onde escreveu ‘#vergonha’ na terra antes coberta pela água do lago. “É muito triste ver mais um lago da minha cidade assoreando, assim como aconteceu com o lago do Rádio Clube. Sabemos que dragar essa terra e areia seria apenas como passar uma maquiagem no problema, que começa nas construções feitas em lugares inapropriados e perto das nascentes”, lamenta.

Ela convida todos a se juntarem à causa. “Com essas chuvas torrenciais o processo de assoreamento acelerou, por isso estamos chamando a atenção nessa causa, o assoreamento do cartão postal da cidade, mas também não devemos esquecer do Lago do Amor, que se encontra na mesma situação”, diz.

Governo

Administrado pelo Governo do Estado, o lago deve receber intervenções em parceria com a prefeitura. Uma das principais intervenções acontecerá no córrego Reveillon, que atravessa os altos da avenida Mato Grosso e adentra o Parque das Nações Indígenas, garante o governo.

As obras neste local serão realizadas pela urefeitura e uma bacia de contenção será aberta acima da nascente do córrego para impedir que os sedimentos continuem descendo livremente por seu leito em direção ao interior do parque.

Já dentro das matas do Parque Estadual do Prosa, uma importante obra será executada pelo Governo do Estado para recuperar as margens do córrego Joaquim Português, que se encontra com o Desbarrancado no interior da Unidade de Conservação para formar o córrego Prosa. Os detalhes dessas obras – investimentos necessários e prazos para conclusão – serão apresentados e discutidos.

Leia Também

Tá podendo: aprovação de Bolsonaro sobe entre quem recebe auxilio emergencial
Geral
Tá podendo: aprovação de Bolsonaro sobe entre quem recebe auxilio emergencial
Mula: PRF prende homem com quase 47 kg de pasta base cocaína em Anastácio
Interior
Mula: PRF prende homem com quase 47 kg de pasta base cocaína em Anastácio
Flordelis vai usar tornozeleira e cumprir toque de recolher no Rio
Geral
Flordelis vai usar tornozeleira e cumprir toque de recolher no Rio
Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim
Geral
Total de mortos pela covid-19 chega aos 135 mil no Brasil, diz boletim