tce
Menu
Busca terça, 31 de março de 2020
GOV - DENGUE
Cidade Morena

Marquinhos ignora Bolsonaro e adianta toque de recolher para às 20h

Desobediência da medida por levar pessoas à prisão

25 março 2020 - 17h26Por Thiago de Souza

O prefeito Marquinhos Trad ignorou as orientações do presidente Jair Bolsonaro, que pregou flexibilização do isolamento social imposto pelo surto do novo coronavírus. Ele destacou que a prioridade de sua gestão é cuidar das vidas, embora se preocupe com a questão da economia. 

O toque de recolher, que atualmente vigora das 22h às 5h, todos os dias, passará a ter início às 20h, ou seja, vai começar duas horas mais cedo. 

A declaração do prefeito foi feita por meio de live nas redes sociais, às 17h desta quarta-feira (24).  O prefeito citou estatísticas da área da saúde e disse que o isolamento social imposto por meio de seus decretos está funcionando. 

Ele ponderou, no entanto, que avaliou, junto com membros da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande e com o Ministério Público de MS, a possibilidade de flexibilizar as normas, caso os índices de infestação estejam dentro do controle. 

''Ainda que a ordem econômica me pressione, não posso conflitar com a saúde das pessoas'', declarou Marquinhos. 
Construção civil

Marquinhos disse que a prefeitura estuda flexibilizar as normas para a construção civil, a fim de que operários de obras pequenas possam trabalhar e não prejudicar os pequenos empresários do setor. 

''Nas próximas horas vamos tomar uma decisão sobre isso'', destacou. E acrescentou: ‘’onde tem obra com menos de 20 pessoas, com os equipamentos de proteção individual, estamos ponderando em liberar’’, destacou. 

 

Leia Também

TJMS acata pedido da prefeitura e proíbe carreatas contra 'quarentena' em Campo Grande
Cidade Morena
TJMS acata pedido da prefeitura e proíbe carreatas contra 'quarentena' em Campo Grande
Deputado pede desinfecção das ruas em Campo Grande
Cidade Morena
Deputado pede desinfecção das ruas em Campo Grande
Hospital Regional vai ganhar mais 14 leitos de UTI para combater covid-19
Saúde
Hospital Regional vai ganhar mais 14 leitos de UTI para combater covid-19
Brasil perde R$ 291,4 bilhões para o mercado ilegal
Economia
Brasil perde R$ 291,4 bilhões para o mercado ilegal