Menu
terça, 22 de setembro de 2020
Cidade Morena

EXPERIMENTAL: testes com bactéria que promete combater mosquito da dengue começam em Campo Grande

Ministro anunciou que pesquisa será colocada em prática na Capital e mais dois municípios brasileiros

15 abril 2019 - 11h08Por Dany Nascimento

O ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta anunciou, nesta segunda-feira (15), o início dos testes com uma pequena bactéria para combater a proliferação do mosquito Aedes Aegypti em Campo Grande.

"Haviam duas linhas [para o combate], uma calcada no controle da proliferação do mosquito com inseticidas e outra tese, do controle biológico. Essa é uma pequena bactéria que, quando se ocupa em determinado vetores, insetos, impede que vírus se ligue naquele local. Ela é utilizada muito nas frutas”, explica.

De acordo com o ministro, que participou do evento "Atualização em Manejo Clínico da dengue e febre do Chikungunya e no controle vetorial do Aedes Aegypti", realizado pela Secretaria de Estado de Saúde, por meio da Escola de Saúde Pública de Mato Grosso do Sul, a bactéria não atinge o ser humano.

“O pesquisador brasileiro teve iniciativa de pegar ela e colocar no local onde o vírus se liga, como ela é inerte para o ser humano, ela vai se multiplicando no meio ambiente e se impondo ao mosquito. Isso vai transformando gradativamente, não precisa usar inseticida, passou bem pela parte teórica, ensaio clínico em laboratório e agora chegamos em cidades acima de 500 mil habitantes. Hoje anunciamos essa fase da estratégia para Campo Grande, Belo Horizonte e Petrolina. Devemos realizar em outras cidades posteriormente, isso envolve trabalho e entomologistas, começamos com número pequeno, vamos vendo, envolve agentes comunitários”.

Questionado sobre o investimento por parte do Ministério da Saúde, Mandetta afirma que abraçou a causa e espera que essa nova fase impetrada em três cidades, consiga concluir com sucesso o estudo para ser colocado em prática. “O Ministério financiou toda a pesquisa, é mais uma continuidade, esperamos concluir a pesquisa nessa fase e fazer estratégia nacional. Ainda somos um projeto de pesquisa”, enfatizou.

Apesar disso, o ministro alerta que a prevenção continua sendo a melhor estratégia de combate ao mosquito. “Temos que deixar claro que estratégia da dengue continua sendo responsabilidade de todo mundo", ressalta.

Leia Também

Deputado cobra novo curso de formação de policiais penais em MS
Política
Deputado cobra novo curso de formação de policiais penais em MS
Motorista capota veículo abarrotado de drogas ao fugir de abordagem
Interior
Motorista capota veículo abarrotado de drogas ao fugir de abordagem
Trabalhadores do Proinc terão contrato estendido em 12 meses pela Prefeitura
Política
Trabalhadores do Proinc terão contrato estendido em 12 meses pela Prefeitura
Gasolina em Campo Grande chega a R$ 4,39 e reclamação é o que não falta
Cidade Morena
Gasolina em Campo Grande chega a R$ 4,39 e reclamação é o que não falta