Menu
segunda, 20 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Campo Grande

Bandidos não respeitam nem criança e família vive noite de terror na Capital

Rosangela disse que os bandidos fizeram ameaças utilizando um revólver calibre 22

18 outubro 2016 - 17h02Por Dany Nascimento

Assustada com o episódio turbulento, Rosangela Bentos viveu momentos de terror na noite desta segunda-feira (18), quando acabou rendida por dois bandidos armados, que conseguiram roubar uma caminhonete S10, placas HSC 9589. Ela afirma que foi uma das poucas vezes que sentou com a família em frente à residência na Rua Ariná, no bairro Moreninha 2, em Campo Grande.

A moradora recorda que estava sentada com o marido e o filho de 4 anos conversando com um amigo da igreja, quando dois homens chegaram a pé, com uma arma calibre 22, ordenando que todos entrassem na casa. "Eles vieram da Rua Abélia, sacaram a arma e mandaram a gente entrar e ficar quietos. Eles falavam em amarrar a gente e deixar dentro de casa, pediam televisão, mas explicamos a eles que não tínhamos televisão e, ao entrar, ele viu que na sala não tinha mesmo. Eles pegaram o celular do meu marido e a mochila de um amigo que estava com a gente conversando".

De acordo com Rosangela, os homens aparentavam ter entre 25 e 30 anos. "Eles eram novos, os dois usavam boné, um estava de bermuda e camiseta e o outro estava de calça jeans e casaco. Os dois estavam bem nervosos, mas não fizeram ameaça de morte, só mandavam a gente ficar quieto e pediam as coisas".

O filho do casal ficou assustado com a ação e foi empurrado por um dos bandidos. "Um deles ficou empurrando meu filho, que estava em choque e subiu no sofá. Eu pedi a ele que me deixasse ficar perto do meu filho, fiquei com medo dele chorar e deixar eles ainda mais nervosos".

Conforme Rosangela, a ação durou cerca de 5 minutos. "No máximo 5 minutos, foi tudo muito rápido. Na hora de ir embora eles pediram a chave do carro para sair. Meu esposo viu eles indo embora com a caminhonete, pararam no meio da quadra para ligar o farol e foram embora".

Diante do ocorrido, a moradora destaca que pretende evitar sentar do lado de fora do portão, devido a insegura que toma conta do bairro. "O susto foi muito grande, meu marido nunca gostou de sentar do lado de fora de casa, mas como ontem estava muito calor, sentamos e acabou acontecendo isso".

A caminhonete do casal ainda não foi encontrada e um Boletim de Ocorrência foi registrado na Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário) Piratininga.

Leia Também

Mulher morre em hospital após cair na rua ao se assustar com moto em MS
Interior
Mulher morre em hospital após cair na rua ao se assustar com moto em MS
MS está em alerta para riscos florestais e danos à saúde em razão do tempo seco
Cidades
MS está em alerta para riscos florestais e danos à saúde em razão do tempo seco
Pensando no fim de ano, comércio de Campo Grande pode contratar 6 mil temporários
Campo Grande
Pensando no fim de ano, comércio de Campo Grande pode contratar 6 mil temporários
Viciado em drogas ameaça policiais com foice no Marcos Roberto
Polícia
Viciado em drogas ameaça policiais com foice no Marcos Roberto