Menu
sábado, 18 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Campo Grande

Obras do Reviva ganham ritmo 'de ataque’ em janeiro, mas Afonso Pena será interditada

Prefeitura e empreiteira definiram cronograma para os próximos 11 meses; Confira

20 dezembro 2018 - 19h00Por Amanda Amaral

As obras do Reviva Campo Grande desaceleraram nas últimas semanas de final de ano, mas são retomadas com ‘força total’ a partir do segundo dia do ano, garantem prefeitura e Engepar, empresa responsável pelos trabalhos executados. Uma das maiores preocupações de quem transita por ali, a paralisação da Avenida Afonso Pena, já tem data para acontecer.

As equipes começam a atuar na principal via da cidade já na primeira quinzena de janeiro, quando será fechada para trânsito de veículos, em trecho do quadrilátero central no sentido aeroporto-Parque dos Poderes. A previsão de duração dessas obras no local é de até 90 dias.

No mesmo mês, também volta a ser fechado o trecho entre a avenida e a rua 15 de novembro, para execução de infraestrutura elétrica. Serão retomadas obras no calçamento e esgotamento sanitário das vias onde já há obras.

Em fevereiro, é a vez da Avenida Mato Grosso ser fechada na região central, no sentido Centro-bairro, para execução de drenagem. Em março, haverá fechamento total de trechos da rua Maracaju e a Mato Grosso, enquanto serão realizadas também instalações de calçadas e obras de esgoto nas demais áreas.

Em abril, deve ser liberado o trânsito da Afonso Pena, que ainda passará por obras de drenagem. Em maio e junho, é previsto novo fechamento de trecho entre a Afonso Pena e a Dom aquino e entre a rua Maracaju e a Mato Grosso.

Em agosto, a Rua 14 de julho será totalmente liberada, e o calçamento das demais áreas entra em finalização. Já nos meses seguintes, as obras ganham ritmo de finalização.

Final

Em setembro, outubro e novembro, serão enfim removidos os postes e a fiação da Energisa e será ativada a rede subterrânea. Essa transição, garante a empreiteira, não deve causar prejuízos aos moradores, que devem aguardar apenas alguns minutos para ter a energia elétrica religada.

Também serão plantadas árvores com cerca de 5 metros, luminárias e mobiliário urbano, como bancos e lixeiras. Os parquímetros só serão instalados e começam a funcionar quando a obra toda for finalizada.

Detalhes

Engenheiro da Engepar, Thiago Gonçalves garante que as novas fases do trabalho não devem prejudicar mais os comerciantes, pois haverá acesso provisório para as lojas. Ele frisa, contudo, que o cronograma é apenas uma previsão em condições ideais de clima e outros fatores. 

Coordenadora especial da Central de Projetos da prefeitura, Catiana Sabadin explica alguns outros detalhes da obra. “Nós não vamos utilizar aquele piso tátil normal, serão pisos de alerta, que cumprem as normas brasileiras também. As regulamentações nesse sentido estão sendo revistas”, diz.

Serão fixados avisos sobre desvios alternativos e o trânsito deve ser organizado com mais agentes da Agetran (Agência Municipal de Trânsito) nos locais de maior fluxo. O transporte público também deve sofrer alterações, que podem ser consultados no site do Consórcio Guaicurus.

Os trabalhos continuam em ritmo acelerado entre 6h e 22h, podendo também acontecer em madrugadas e finais de semana. Tudo isso como uma tentativa de finalizar a obra nos prazos previstos e dar novo ‘fôlego’ ao comércio.

“Gostaríamos que as pessoas não parassem de vir ao Centro, que continua funcionando normalmente. O Centro é de todo mundo”, diz.

Leia Também

Bandidos armados rendem mulher em bicicleta e levam pertences no Pioneiros
Polícia
Bandidos armados rendem mulher em bicicleta e levam pertences no Pioneiros
É hoje! Mega-Sena sorteia bolada de R$ 23 milhões
Cidades
É hoje! Mega-Sena sorteia bolada de R$ 23 milhões
Homem leva facada na barriga, mas dá relato confuso à PM no Portal Caiobá
Polícia
Homem leva facada na barriga, mas dá relato confuso à PM no Portal Caiobá
Homem é surrado e fica com rosto desfigurado após briga no Parque dos Laranjais
Polícia
Homem é surrado e fica com rosto desfigurado após briga no Parque dos Laranjais