Menu
segunda, 14 de junho de 2021
Cidade Morena

Paciente faz barraco em posto e chama atendente de inútil e incompetente

Homem ficou bravo por causa das explicações no atendimento que poderiam levar até quatro horas por não se tratar de uma intervenção de urgência

17 maio 2021 - 18h40Por Vinicius Costa

Paciente de 51 anos que aguardava atendimento na unidade de saúde do Vila Almeida, em Campo Grande, decidiu fazer o maior barraco enquanto a atendente realizava a ficha de cadastro de outras pessoas que também aguardavam por atendimento. Na versão do homem, ele estaria por muitas horas esperando para ser chamado.

A funcionária, de 30 anos, procurou orientar o homem a ficar no saguão da unidade até ser chamado. Contudo, o paciente ficava cada vez mais inquieto e passou a entrar nas salas de atendimento e reclamar sobre a UPA.

Uma nova tentativa de tranquilizar o homem foi feita afirmando que diante dos protocolos e preferência por gravidade, a espera poderia levar até quatro horas por não se tratar de medida de intervenção de urgência.

A explicação deixou o homem ainda mais agressivo que passou a soltar palavras de baixo calão e reclamar do posto. "Eu estou sendo feito de otário, por que estou aqui a mais de três horas e estão fazendo pouco caso de mim", disse.

No boletim de ocorrência, após a tentativa de acalmar os ânimos com a explicação de espera, o paciente foi em direção a funcionário com menção de agredi-la, mas o guarda municipal que trabalha no local interviu a discussão e tranquilizou os ânimos. Contudo, o homem ainda criticou a funcionária.

"Sua inútil, incompetente, você não serve para estar aqui", declarou mesmo sendo contido pelo guarda.

O caso foi parar na delegacia e registrado por desacato e perturbação do trabalho ou do sossego alheio.