ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686

Pagamento de comissionados da prefeitura está na mira de Marcos Alex Vera

Segundo a Secretaria de Receita, 4% da folha salarial é destinada a cargos de confiança

12 NOV 2016
Diana Christie
07h00min
Foto: André de Abreu

O MPE (Ministério Público Estadual) vai investigar possíveis irregularidades no pagamento de salários a servidores públicos municipais ocupantes de cargos de confiança, os chamados funcionários comissionados. As informações foram publicadas no diário oficial desta sexta-feira (11), mas o procedimento preparatório tramita em segredo de Justiça.

Hoje a folha salarial bruta da prefeitura gira em torno de R$ 100 milhões, segundo o secretário municipal de Receita, Disney Souza Fernandes. Ele garante, no entanto, que o número de servidores comissionados, em torno de 1 mil, não impacta no orçamento do município, mas sim a falta de controle dos benefícios que são pagos pelo Executivo.

“Não é a quantidade que está impactando a folha. O número de servidores cresceu 17%, e 4% da folha salarial é de comissionados. A prefeitura não tem controle de frequência. Temos um problema com auxílio doença, que precisa dar uma revisada. Precisamos ver em cima de uma auditoria de verificação das vantagens indevidas. Sabemos que não é diminuindo a quantidade. É vendo pela questão de controle e verificação efetiva do que esses profissionais recebem”, declarou anteriormente.

A investigação será coordenada pelo promotor Marcos Alex Vera, titular da 29ª Promotoria de Justiça do Patrimônio Público e integrante do Gecoc (Grupo Especial de Combate à Corrupção), mas como o caso segue em sigilo, não há detalhes sobre a denúncia. 

Veja também