Menu
sábado, 16 de janeiro de 2021
Cidade Morena

Pastores reforçam parceria no combate à covid e pedem a Marquinhos limite maior de fiéis em igrejas

Conselhos também querem representatividade em comitê de combate à doença

05 janeiro 2021 - 20h14Por Thiago de Souza

Representantes dos conselhos estadual e municipal de pastores se reuniram, nesta terça-feira (5), com o prefeito Marquinhos Trad, PSD, para tratar de medidas no combate à covid-19, em Campo Grande. Vereadores, deputado estadual e lideranças evangélicas também discutiram o tema. 

No encontro, Wilton Acosta representou o Conselho Estadual e o pastor Ronaldo Batista o conselho Municipal de pastores. Conforme o deputado Herculano Borges, que representou a Assembleia Legislativa, as igrejas reafirmaram o compromisso de colaborar no combate à doença e também destacaram ações em prol da comunidade em um momento de incertezas. 

‘’Falamos sobre a distribuição de alimentos, de atendimento psicológico e espiritual, para pessoas que estão sofrendo de ansiedade e síndrome do pânico’’, destacou o parlamentar.

Ainda de acordo com Herculano, foram três os principais pedidos do segmento à prefeitura. O primeiro é que as lideranças evangélicas tenham, ao menos dois assentos, no Comitê de Combate à Covid-19, grupo que sugere ações e normativas a serem adotadas pelo executivo. 

‘’Isso, porque alguns decretos estão prejudicando o segmento, que busca ser parceiro no combate à doença’’, refletiu o deputado. 

A forma como a fiscalização do toque de recolher é feita atualmente entra como o segundo pedido dos evangélicos. Herculano destaca que a entrada de guardas civis metropolitanos ou de policiais armados, com viaturas e de forma ostensiva nas igrejas é desnecessária e poderia ser feita somente por agentes da Semadur. 

A terceira proposição do grupo foi o aumento do limite da capacidade de público nos templos, que hoje é de 40% da capacidade máxima do estabelecimento. 

‘’Queremos que esse número chegue a 60%’’, explicou Herculano. ‘’Somos legalistas e queremos que as igrejas cumpram os decretos’’, finalizou Borges. 

Marquinhos Trad ouviu os pedidos, que podem ser levados em consideração nas próximas medidas para evitar a disseminação da covid na cidade. 

No evento também estiveram presentes os vereadores Silvio Pitu, Betinho, o presidente da Câmara Municipal, Carlão Comunitário, Pastor Clodoílson e o secretário de Defesa Social, Valério Azambuja.