Menu
sábado, 19 de setembro de 2020
Cidade Morena

Prefeitura assina acordo de cooperação com UFMS para implantação do Observatório da Violência

O observatório tem como objetivo compor o panorama da violência e ampliar a produção de dados sobre o perfil das mulheres vítimas e dos perpetradores de violência

02 maio 2019 - 17h16Por Da redação/PMCG

A Prefeitura de Campo Grande formalizou nesta quinta-feira (2), o acordo de cooperação com Universidade Federal de Mato Grosso do Sul para implantação do Observatório da Violência contra a Mulher que deve propósito mapear, registrar e interpretar as situações de violência contra a mulher na Capital. A assinatura do documento aconteceu no Paço Municipal.

A intenção é proporcionar subsídios necessários à formulação de uma política pública para mulheres de forma eficaz e eficiente. “Nós estamos sempre buscando boas parcerias para o desenvolvimento da nossa cidade e essa em especial que é muito importante e de uma área que somos referência nacional”, pontuou o chefe do Executivo Municipal.

O observatório tem como objetivo compor o panorama da violência, segundo os indicadores definidos no “Programa Mulher, Viver sem Violência” e ampliar a produção de dados sobre o perfil das mulheres vítimas e dos perpetradores de violência contra a mulher.

A partir dessa pesquisa, realizar um recorte da violência contra a mulher, por sub-regiões de Campo Grande, aprofundando o conhecimento sobre os fatores condicionantes, que subjazem as práticas de violência, como cor ou etnia, nível socioeconômico, escolaridade, etc. Por fim construir, a partir da coleta de dados, estratégias de intervenção para o controle e combate às várias formas de violência contra a mulher, implementando práticas salutares e políticas públicas voltadas à mulher.

“É muito importante instituir essa criação para nós. Sempre sonhamos em promover estudos sobre o impacto dessa violência tanto social quanto econômica e por isso a importância da UFMS nessa parceria. Vamos ter uma análise apurada dos números produzidos pela violência e também dialogar com as outras instituições que atuam nessa área e especialmente as atividades da Casa da Mulher Brasileira”, concluiu a subsecretária de Políticas para a Mulher, Carla Stephanini.

O termo contou com a assinatura do prefeito Marquinhos Trad, reitor da UFMS Marcelo Turine, subsecretária municipal de políticas públicas para a mulher, Carla Stephanini, além do secretário municipal de governo e relações institucionais, Antônio Cézar Lacerda.

Leia Também

Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Entrevistas
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Xuxa avisa que vai deixar a Record no fim do ano: 'infelizmente'
Geral
Xuxa avisa que vai deixar a Record no fim do ano: 'infelizmente'
VÍDEO: homem chuta cabeça de mulher em briga pós-balada no Rio
Geral
VÍDEO: homem chuta cabeça de mulher em briga pós-balada no Rio