(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

Prefeitura capacita mais 150 guardas civis municipais para uso de armas letais

Atualmente, 423 servidores estão aptos a utilizar armamento e reforçar a segurança na nossa Capital

26 JUN 2019
PMCG
11h42min
Foto: PMCG

A Prefeitura de Campo Grande, em parceria com Polícia Rodoviária Federal (PRF), Agência Estadual do Sistema Penitenciário (Agepen) e integrantes das demais forças de segurança pública, com a supervisão da Polícia Federal, vai capacitar mais 150 guardas civis municipais para o uso de armas letais. Com o incremento, 65% da frota estará preparada para o uso do armamento.

O curso – previsto no Estatuto do Desarmamento e com grade curricular da Senasp/NJ – teve início nesta quarta-feira (26), com aula inaugural nas dependências da Unigran, e contou com a participação do secretário municipal de Governo e Relações Institucionais Antônio Cézar Lacerda e do secretário Especial de Segurança e Defesa Social Valério Azambuja.

O programa está previsto no Plano Estratégico de Governo Municipal, e além de valorizar os servidores da GCM, visa dotar de conhecimento técnico especifico para auxiliar na segurança pública desta Capital.

Em sua fala de boas vindas, o titular da Segov reconheceu a importância da Guarda Civil Metropolitana tanto para a sociedade quanto para a administração pública. “Vocês já são orgulho da nossa população. A gente sente a confiança que ela tem para com vocês, e isso só se conquista com trabalho e credibilidade. A nossa Guarda é também motivo de orgulho para a nossa administração. Essas capacitações permitem que o efetivo possa contribuir com a segurança pública da nossa cidade e, com isso, devolve a sensação de proteção às famílias que vivem em Campo Grande”, disse Lacerda.

Já o secretário de Segurança lembrou que a valorização da Guarda Civil Metropolitana é um dos compromissos da atual gestão municipal. “Esse curso, que é feito em parceria com entidades ligadas à segurança pública, está em consonância com as metas do atual governo municipal, que prevê uma série de medidas em prol da valorização e capacitação do efetivo, como o plano de cargos e salários e cursos na área da segurança pública. A Guarda Municipal já é reconhecida pela população como a grande auxiliar na questão da segurança em nossa cidade e essa capacitação dará mais condições para que esses profissionais atendam cada vez melhor as pessoas que aqui vivem”.

Guarda Civil há 10 anos, Mariana Fenero está empolgada com o início do curso. “Capacitação nunca é demais. Estou aqui não apenas para aumentar o meu conhecimento, mas pensando em me preparar cada vez mais para contribuir com os moradores de Campo Grande”, disse a servidora, de 30 anos.

Também aluno do curso iniciado hoje, o guarda civil municipal Jozimar Cassiano, 33 anos, disse que desde que entrou no município, há 8 anos, almeja atuar na segurança pública. “A maioria que está na instituição almeja essa capacitação. A gente quer desenvolver um trabalho melhor nas ruas e oferecer mais tranquilidade para a população, que se sentirá mais protegida e também para nossas famílias, que saberão que estamos preparados para nos proteger caso necessário”.

Sobre a capacitação para uso de arma letal

Atualmente, 423 servidores estão aptos a utilizar armamento e reforçar a segurança na nossa Capital. Para participar do processo de seleção interna, é necessário ser ocupante do cargo de Guarda Civil Metropolitana de Campo Grande-MS, no mínimo, três anos de efetivo exercício.

Além disso, o candidato deverá possuir certificado de conclusão de ensino médio (antigo 2° grau) ou ensino superior devidamente registrado, expedido por instituição de ensino reconhecida pelo Ministério da Educação – MEC ou Declaração de conclusão do curso, assinado por autoridade competente, com o Histórico Escolar e não ter sido condenado por fato definido como crime, como também não poderá constar em seu nome certidão criminal positiva.

O curso de capacitação para armamento letal acontece em parceria com a Polícia Federal e integrantes das demais forças de segurança pública. Com carga horária de 250 horas, distribuídas em 190 horas/aula de teoria e 60 horas/aula de prática de tiro, o treinamento segue as normativas da matriz curricular Senasp/MJ. Cada aluno efetua 320 (trezentos e vinte) disparos de revólver calibre 38.

Nas aulas teóricas são abordados temas de Direito Administrativo, Direito Penal, Ética, Cidadania, Direitos Humanos, Polícia Comunitária, Estatuto da Guarda Civil Metropolitana e demais legislações aplicadas aos servidores da GCM.

Veja também