(67) 99826-0686
PMCG - REFIS 01 a 30/07/2019

Prefeitura nega massacre de árvores e diz que remoção foi necessária na Ernesto Geisel

A Sectur afirma que a administração do Horto Florestal realiza o manejo da área e já plantou mais de 200 espécies de mudas nativas neste ano

9 ABR 2019
Dany Nascimento
12h38min
Foto: Repórter Top

Após uma moradora denunciar suposto massacre de árvores na Avenida Ernesto Geisel, em frente ao Horto Florestal, em Campo Grande, a Sectur (Secretaria Municipal de Cultura e Turismo) afirma que uma das árvores cortadas na região teria desabado e, por isso, foi retirada do local.

Referente aos outros cortes, denunciado pela moradora, a Secretaria afirma que as mais de dez árvores retiradas da Avenida estariam prejudicando parte do concreto que faz contenção do córrego Prosa. “Vale destacar que a administração do Horto Florestal realiza o manejo da área e já plantou, neste ano, mais de 200 espécies de mudas nativas”, disse a Sectur.

O caso

Uma moradora de 31 anos, que não teve o nome revelado, flagrou o corte de árvores no dia 4 de abril na Avenida Ernesto Geisel, próximo do Horto Florestal no bairro Vila Carvalho em Campo Grande. Ela disseque a nova gestão realiza um ‘massacre’ de árvores e que antes, admirava a região pela sombra que existia no local.

“Era lindo, o sol escaldante e quando você passava ali, dava um alívio porque era uma sombra enorme. Agora, eles estão cortando todas as árvores ali, tem pouca sombra agora e pelo jeito não vai para enquanto não tirar todas. Eles podem até alegar que tinha risco de queda, mas mesmo sendo leiga no assunto, era nítido que muitas ali não estavam oferecendo risco para a população”, diz a comerciante.

A mulher ressalta que há meses passa no local e percebe a atuação de funcionários da prefeitura, fazendo o corte. “Estão cortando todas, do ano passado até agora, cortaram mais de dez porque agora o sol toma conta de tudo ali. Precisamos de uma cidade com mais árvores, Campo Grande é linda comparada a outras capitais, mas acho que se continuar com atitudes assim, a vamos nos igualar a outros locais que não tem essa beleza toda”

 

Veja também