Menu
sexta, 18 de setembro de 2020
Cidade Morena

Primeira turma é capacitada no programa do TJMS de combate à violência contra a mulher

O programa Mãos emPENHAdas Contra a Violência é uma iniciativa inédita no país ao propor que profissionais da beleza sejam agentes no combate à violência doméstica

01 fevereiro 2019 - 16h00Por TJMS
Primeira turma é capacitada no programa  do TJMS de combate à violência contra a mulher

Dezesseis profissionais da beleza foram capacitados pela Coordenadoria da Mulher em Situação de Violência Doméstica e Familiar do TJMS, na 5ª Edição do Programa Mãos emPENHAdas Contra a Violência. Os profissionais vão atuar como agentes disseminadores de informações sobre violência doméstica e de gênero para o público que atendem nos salões de beleza.

O curso foi ministrado para cabeleireiras, manicures e profissionais esteticistas da Escola de Cabeleireiros Flavinho, que funciona no centro de Campo Grande. A capacitação foi realizada pela assessora jurídica Rosimeire Batista da Silveira, pela assistente social Vanessa Vieira e pela psicóloga Sandra Regina Monteiro Salles. As profissionais, que fazem parte da Coordenadoria da Mulher, focaram os aspectos jurídicos e psicossociais da violência contra a mulher.

Segundo a assistente social do TJMS, Vanessa Vieira, os participantes desta capacitação demonstraram grande interesse e preocupação com o tema, uma vez que, em sua maioria, relataram situações pessoais e de clientes que vivenciam relação abusiva. “Eles reconhecem os prejuízos que a violência acarreta no pleno desenvolvimento da mulher”, conta.

O programa Mãos emPENHAdas Contra a Violência é uma iniciativa inédita no país ao propor que profissionais da beleza sejam agentes no combate à violência doméstica e familiar contra a mulher.

Em 2018, a iniciativa, criada pela juíza Jacqueline Machado, coordenadora da Mulher e titular da 3ª Vara de Violência Doméstica e Familiar da Capital, recebeu reconhecimento nacional com o Prêmio Direitos Humanos 2018, na categoria Mulher, concedido em 21 de novembro, em Brasília, pelo Governo Federal.

Para 2019, o programa deve ser ampliado e, inclusive, replicado por outros Estados da Federação que demonstraram grande interesse em implementar o Mãos emPENHAdas para minimizar a mazela da violência contra a mulher.

Leia Também

Vamos ajudar? Aluna de balé tem quarto queimado e perde tudo; parede com passagem bíblica resiste
Cidade Morena
Vamos ajudar? Aluna de balé tem quarto queimado e perde tudo; parede com passagem bíblica resiste
Campo Grande ultrapassa 19 capitais e é 8ª melhor do país em cobertura da atenção básica
Saúde
Campo Grande ultrapassa 19 capitais e é 8ª melhor do país em cobertura da atenção básica
Técnico de basquete 'Edinho' é escolhido candidato a vereador em Nova Andradina
Cidades
Técnico de basquete 'Edinho' é escolhido candidato a vereador em Nova Andradina
Para Bolsonaro, 'quem fica em casa na pandemia é fraco'
Geral
Para Bolsonaro, 'quem fica em casa na pandemia é fraco'