TCE - Agosto
(67) 99826-0686
Câmara Municipal

Procura por vacina da gripe é baixa; 55 morreram no primeiro trimestre do ano

A vacina está disponível nas 68 UBS eUBSF, o objetivo desse ano é imunizar 90% do público alvo

20 ABR 2019
Nathalia Pelzl
18h10min
Superintendente de Vigilância em Saúde alerta para baixa pr procura da vacina Foto: Wesley Ortiz

Para reduzir as complicações, as internações e a mortalidade devido infecções pelo vírus da influenza, a Sesau (Secretaria Municipal de Saúde) reforça que a campanha de vacinação vai até o dia 31 de maio de 2019. Segundo a Superintendente de Vigilância em Saúde, Veruska Lahdo, a procura ainda está baixa.

“Procure unidade próxima a sua residência, não deixe para última hora. A procura está baixa por enquanto”, reforça.

A vacina está disponível nas 68 unidades básicas de saúde (UBS) e de saúde da família (UBSF), o objetivo desse ano é imunizar 90% do público alvo. Em 2018, foram notificados 651, sendo 360 casos confirmados de influenza e outros vírus, sendo um total de 39 mortes em Campo Grande.

Questionada sobre a diferença dos tipos de influenza, Veruska relata que é preciso ficar atento aos sintomas para identificação do subtipo da doença, e pontua alguns cuidados necessários.

“É como se fosse uma gripe, tem sintomas de gripe. É causada por vírus, existe quadro mais graves, com subtipos da doença, como a H1N1, H3N2. Sintomas como tosse, febre, sinais respiratórios, cansaço, coriza, dor no peito. Tem que fica atento para o agravamento da doença, prestar atenção sintomas, se aparecer alguns sintomas que não existia há dois dias, como dores abdominais, no tórax, costas. Sentiu que está diferente, procure a unidade”.

“Quando for espirrar, tossir, usar lenço, lavar as mãos, mesmo que não esteja doente, evita contato, boca, olhos. Evitar lugar fechado, aglomerados, fechado”, finaliza.

No primeiro momento, a prioridade foi das crianças menores de 6 anos e gestantes. A partir do dia 22 de abril ampliado para os demais grupos.

Está previsto para o dia 4 de maio, o Dia D de mobilização da campanha, na ocasião todas as unidades básicas e de saúde da família estarão voltadas para vacinação contra a gripe.  

Documentação

Quem precisa receber a vacinação do grupo de risco deve apresentar o Cartão Nacional de Saúde (CNS), número prontuário da rede de saúde de Campo Grande, RG e a caderneta de vacinação.

A recomendação do Ministério da Saúde é de um controle rigoroso da vacinação do grupo de risco, já que não serão disponibilizadas doses extras.

Gripe no Brasil

Segundo levantamento feito pelo Ministério da Saúde, até o dia 23 de março deste ano, foram registrados 255 casos de influenza em todo o país, com 55 óbitos. O subtipo predominante até o momento é influenza H1NB1, com 162 casos e 41 mortes.

Veja também