ALMS CONTAR 25/06 A 27/06
(67) 99826-0686

Projeto Encanto de Natal segue com apresentações na Morada dos Baís

A população, além de escolher o "Coral Encantado", pode escolher instituições de caridade para serem beneficiadas

14 DEZ 2016
Projeto Encanto de Natal
15h47min
Foto: Projeto Encanto de Natal

A população de Campo Grande continua a viver o verdadeiro espírito de Natal em 2016, com as apresentações gratuitas de corais dentro do projeto Encanto de Natal. Hoje (14), se apresentam no Sesc Morada dos Baís, o Coral da ACP - Sindicato Campo- Grandense dos Profissionais da Educação Pública, Coral Espirita Sheilla e o Grande Coro Católico do Oratório de Natal.

Coral Encantado - O projeto Encanto de Natal termina as apresentações amanhã (15) com os corais Infanto-Juvenil da LBV, Igreja Sara Nossa Terra e Unção de Vozes. A partir do dia 16 começará a população poderá votar pela internet para a escolha do "Coral Encantado", pelo site www.oencantodenatal.com.br.

Encanto Social - A população além de escolher o "Coral Encantado" pode escolher instituições de caridade para serem beneficiadas com apoio da cooperativa de crédito em 2017. Para isso, qualquer pessoa pode se dirigir a uma das 11 agências do Sicredi e votar em urnas na entidade de sua preferência. 

A escolha das entidades pela população nas agências Sicredi termina dia 20 e as 11 mais votadas serão anunciadas no dia 22 em uma linda cerimônia com apresentações de corais e da Liga do Bem na Agência Sicredi Afonso Pena.

O Encanto de Natal é fruto de uma união entre Sicredi, o Serviço Social do Comércio de Mato Grosso do Sul (Sesc MS), a Câmara de Dirigentes Lojistas de Campo Grande (CDL-CG) e a Federação do Comércio de Mato Grosso do Sul (Fecomércio-MS).

Sesc Morada dos Baís – O sobrado construído por Bernardo Franco Baís, a partir de 1913, foi o primeiro edificado em alvenaria, contendo argamassa de saibro, cal e areia, e composto por telhas de ardósia vindas da Itália, entre as avenidas Afonso Pena e Noroeste. 

Assinado pelo engenheiro João Pandiá Calógeras, o local foi residência da família Baís até 1938, quando Bernardo falece ao ser atropelado por um trem. 

Em seguida, o prédio foi alugado por Nominando Pimentel, quando o transformou em Pensão Pimentel até 1979, passando por diversos proprietários. No dia 29 de junho de 1974, o sobrado é atingido por um grande incêndio no prédio, destruindo boa parte de sua estrutura. 

Em 1986, a Morada dos Baís é tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Cultural de Campo Grande. Em 1995, a Morada dos Baís é revitalizada em um convênio com o Sebrae/MS e em 2015 é reaberta após uma segunda revitalização, quando teve sua administração assumida pelo Sesc.

Veja também