(67) 99826-0686
Gov - Agosto Lilas 09 a 24/08

Reforma da Previdência vai diminuir déficit mensal em Campo Grande, garante João Rocha

"Estamos apenas seguindo aquilo que já acontece em nível federal", destacou o vereador

16 JUL 2019
Nathalia Pelzl e Maressa Mendonça
17h00min
Foto: André de Abreu

O presidente da Câmara, vereador João Rocha (PSDB), defendeu o projeto que aumenta a contribuição previdenciária dos servidores públicos municipais, aprovado em regime de urgência nesta terça-feira (16).

Segundo ele, o assunto foi discutido anteriormente com o prefeito Marquinhos Trad (PSD) e a medida foi necessária para diminuir o déficit mensal da previdência em Campo Grande.

“A vontade não é essa, mas a necessidade é a que acabamos de votar e isso tem sido discutido amplamente até na confecção do projeto, que veio extremamente enxuto, onde está muito claro que é a alteração da alíquota de 11% para 14%. Hoje, a prefeitura faz um aporte ao IMPCG, mensal, com R$ 13 milhões de déficit. Então, algumas medidas precisam ser tomadas e nós não estamos inventando a roda. Estamos apenas seguindo aquilo que já acontece em nível federal, que já foi aprovado e também a nível estadual. Ou seja, alíquota de 11% para 14% aos servidores”, destacou.

A proposta foi aprovada com 18 votos favoráveis e 7 contrários. Ao todo, foram 20 assinaturas coletadas para que o projeto fosse votado, já que não estava em pauta para hoje. As emendas dos vereadores foram analisadas pelas Comissões de Finanças e CCJ (Comissão de Constituição e Justiça do Senado), ainda durante a sessão.

A sessão foi conduzida pelo vereador Eduardo Romero (Rede). O presidente  desceu ao plenário para participar da votação. A contribuição dos servidores sobe de 11% para 14%, enquanto a contribuição patronal passa de 14% para 22%.

A medida foi anunciada pelo líder do prefeito na Câmara, vereador Chiquinho Telles (PSD), que durante a sessão foi acusado de "mentiroso" pelo presidente do Sindicato dos Servidores Municipais, Marcos Tabosa.

Votaram contra o projeto os vereadores Valdir Gomes (PP), Fritz (PSD), Ayrton Araújo (PT), André Salineiro (PSDB), Dharleng Campos (PP), Doutor Lívio (PSDB) e Cida Amaral (PROS).

Já os vereadores Gilmar da Cruz (PRB) e João Cesar Matogrosso (PSDB) não compareceram à sessão.

Veja também