tjms 18/01 a21/01/2021
Menu
terça, 19 de janeiro de 2021
Covid 18/01 a 24/01
Cidade Morena

Matagal, buracos e escuridão aterrorizam moradores do Los Angeles e Jardim das Meninas

Moradores temem acidentes, assaltos e doenças decorrente da falta de manutenção da região

11 janeiro 2020 - 07h00Por Dany Nascimento

Revoltada com a quantidade de mato que toma conta das ruas dos bairros Los Angeles e Jardim das Meninas, em Campo Grande, uma professora de 33 anos, que terá o nome preservado, afirma que a população corre risco com o estado crítico das vias.

“A Rua Mansour Contar inteira está cheia de buracos no Jardim das Meninas e a continuidade dessa rua, no Los Angeles, só tem mato e entulhos pra todo lado. A Rua Ana Jacinta de Oliveira e a Avenida Marajoara estão cheias de buracos também. Na Marajoara, além dos buracos, o risco de acidente é muito grande, porque tem buracos enormes e, ao desviar de ciclistas e pedestres, quase batemos em outros caros”, diz a moradora.

Ela afirma que também falta iluminação nas ruas e o matagal é utilizado por bandidos. “O risco de dengue também está enorme com este monte de matos e entulhos, fora o perigo à noite, com esses matos tão altos. Têm lâmpadas queimadas, então a noite é muito perigoso. Infelizmente, estamos esquecidos pelo poder público”.

A moradora destaca ainda que, em dias chuvosos, o medo de sair de casa é grande. “Quando chove dá até medo de andar e ser engolido por um buraco, parece piada mas é sério, aqui está muito feio. Moro aqui há muito tempo e é triste ver isso. Aqui não tem uma praça para as crianças brincar”.

Prefeitura

Em nota, a prefeitura informou que a região está na programação do serviço de tapa-buracos e, em relação ao mato alto, a demanda foi encaminhada ao setor responsável pela fiscalização de terrenos.

“Quanto ao correto descarte de resíduos a responsabilidade da disposição final dos resíduos é do seu gerador. A prefeitura tem atuado no sentido de coibir tais práticas realizando diariamente fiscalizações em todas as regiões urbanas. A identificação poderá ser realizada por meio de fotos do veículo com a identificação da placa, nome da empresa ou qualquer outro detalhe que identifique a origem do descarte dos resíduos. Esse tipo de prática configura crime ambiental, portanto, deve ser denunciada”, diz a nota.

“Destacamos que nos casos onde o cidadão presenciar ou notar rotineiramente o descarte irregular de resíduos em terrenos baldios as denúncias podem ser direcionadas à Patrulha Ambiental da Guarda Civil Metropolitana via telefone 153 e nos casos em que configurar a má conservação dos terrenos baldios as denúncias devem ser direcionadas à Semadur pelo telefone do Disque Denúncia 156”, finaliza.