Menu
segunda, 30 de novembro de 2020
Cidade Morena

Réu por feminicídio, Rômulo se cala diante de juiz e defesa pede devassa nas contas de Grazi

Contas bancárias serão periciadas para saber se vítima está viva

22 setembro 2020 - 09h30Por Thiago de Souza

Rômulo Rodrigues Dias, 35 anos, ficou em silêncio durante audiência de instrução, no processo em que é acusado de matar e ocultar o cadáver da esposa, Graziela Pinheiro Rubiano, por volta do dia 5 de abril deste ano, no Jockey Clube, em Campo Grande. 

Conforme relatório da audiência, presidida pelo juiz Aluizio Pereira dos Santos, Rômulo ficou mudo e só os advogados falaram por ele. A defesa insiste na tese que Grazi, como era conhecida, está viva. Por isso, pediu o rastreamento das contas bancárias dela, a fim de mostrar que ela está vivendo em outro local. O juiz e o Ministério Público aceitaram o pedido da defesa para promover a devassa nas contas bancárias da vítima.

A audiência desta segunda-feira (21) foi feita para concluir os depoimentos iniciados no dia 25 de agosto. 
 
O crime

Segundo denúncia do MPE, Rômulo assassinou a esposa, provavelmente no dia 5 de abril. O relacionamento, segundo a peça, era abusivo, mas Grazi não conseguia se desvencilhar, já que o réu ameaçava se matar. 

O crime teria ocorrido na edícula que os dois moravam, na rua dos Ipês. Assim que notaram o desaparecimento de Grazi, as amigas de trabalho e de curso técnico entraram em contato com Rômulo e este teria dito que ela teria fugido de casa para namorar uma mulher, no Paraná. 

No entanto, a versão do réu gerou desconfianças, já que a vítima era tida como responsável e correta em suas ações. 

Provas

Segundo apurado pela perícia, manchas de sangue foram encontradas na edícula e no carro do casal, sendo na calçada da residência, no interior do tanque de lavar roupas, numa escova de lavar roupas e em uma toalha. A acusação também aponta contradição nos depoimentos de Rômulo. 

Para o MPE, Rômulo criou uma narrativa fantasiosa para ocultar o assassinato e a ocultação do cadáver, que até hoje não foi descoberto. 

Após a perícia nas contas da vítima, o juiz deve marcar o julgamento do Rômulo, que está preso desde o dia 17 de junho.

Leia Também

Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Interior
Adolescente de 17 anos morre em batida entre motos em assentamento de Nova Andradina
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Geral
Sebastião Melo vence comunista Manuela D’ávila em Porto Alegre
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Geral
Bruno Covas derrota Guilherme Boulos com diferença de quase 20% em SP
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes
Política
Disputa pela presidência da Câmara de Campo Grande já tem três nomes