Menu
quinta, 01 de outubro de 2020
Cidade Morena

'Rotina': ameaça de massacre em escolas continua em Campo Grande

Até o momento a SED não fez uma estatística sobre quantas escolas já sofreram com os trotes

04 abril 2019 - 13h43Por Nathalia Pelzl

Virando rotina em Campo Grande, a Escola Estadual General Malan, no bairro Amambaí, em Campo Grande, foi à nova vítima de ameaça de ‘massacre’ e causou pânico aos pais de aluno na manhã desta quinta-feira (4).  Por sorte, a ameaça não passou de uma ‘brincadeira’ de mau gosto.

Até o momento a SED (Secretaria de Estado e Educação) não fez uma estatística sobre quantas escolas já sofreram com os trotes, mas na última semana três escolas estaduais da Capital e uma municipal no interior, sofreram com as ameaças.

Em nota, a SED informou que, “foi uma "ameaça" por meio da criação de uma rede wi-fi móvel. A unidade escolar entrou em contato com os pais e alguns optaram por buscar os filhos”.

Segundo a secretaria, a recomendação para as unidades da Rede Estadual de Ensino (REE), é o diálogo com os estudantes, aproximação com os pais e/ou responsáveis e, além do acompanhamento da SED por intermédio das Coordenadorias de Gestão Escolar (Coges) e de Psicologia Educacional (CPED), quando necessário.

Sendo que, quando um caso como este de ameaça em ambiente escolar é registrado, a obrigação é do encaminhamento das informações aos órgãos de segurança pública.

Caso seja identificado o autor das ameaças de massacres e esses sejam estudantes, estes podem responder por ato infracional, podendo ser internado na Unei (Unidade Educacional de Internação).

Leia Também

Mãe quer ajuda para ficar perto do filho no Caps: 'vida está difícil'
Cidade Morena
Mãe quer ajuda para ficar perto do filho no Caps: 'vida está difícil'
Shopping China anuncia data de retorno; fronteira segue fechada
Economia
Shopping China anuncia data de retorno; fronteira segue fechada
Homem é preso após realizar disparos contra esposa
Polícia
Homem é preso após realizar disparos contra esposa
Cresce percentual de endividados em setembro na Capital
Economia
Cresce percentual de endividados em setembro na Capital