Menu
quarta, 03 de março de 2021
Cidade Morena

Vacinação dos profissionais de saúde é "reconhecimento por salvar vidas", diz secretário

José Mauro Filho ainda explicou que a população precisa fazer o cadastro para receber as doses da vacina

19 janeiro 2021 - 11h00Por Vinicius Costa e Willian Leite

Com 26.898 doses da vacina CoronaVac, Campo Grande deu início ao plano de imunização nesta terça-feira (19), no CRS (Centro Regional de Saúde) Tiradentes, e 13.449 pessoas serão vacinadas contra a Covid-19 nesta primeira etapa. O secretário de Saúde, José Mauro Filho, explicou que existe uma emoção muito grande, principalmente para imunizar os profissionais da saúde que trabalharam arduamente para salvar vidas na pandemia.

"É uma emoção muito grande, não só a minha, mas de todos os funcionários da secretaria de saúde. Nós precisamos, pelo menos como forma de reconhecimento dos profissionais de saúde, iniciar essa vacinação porque estão dando sua vida em prol ao próximo".

O secretário informou que a prefeitura lançou um sistema de cadastro que servirá para entender a quantidade de pessoas que precisarão ser vacinadas, mas também monitorar a população que receberá a segunda dose da CoronaVac.

"O site é muito importante que toda a população acesse e faça seu cadastro. É um site de identificação para que nós possamos, primeiro, saber a população que nós temos para vacinar. Reforçamos que a vacina é a única solução para enfrentar esse problema de forma efetiva. Então o site é importante e vai agilizar o tempo de vacinação de todos que procurarem as unidades quando for aberta para a população e também é importante para monitorar a segunda dose".

José Mauro também findou as dúvidas sobre uma possível ida aos postos sem ter o cadastro no sistema. O secretário diz que as pessoas vão tomar as vacinas "de acordo com a faixa etária", mas explica que o município ainda depende de algumas informações para terminar o plano de vacinação, como é o caso do número de idosos a receberam a primeira dose.

Porém, ressaltou que, nesse primeiro momento, o justo é que todos os profissionais da saúde estejam vacinados para que os atendimentos aos novos contaminados não pare e, com isso, evite a propagação do vírus nos hospitais e centro de referências do tratamento da Covid-19.

"Nesse momento há doses que vão ser direcionadas para o público que está diante e exposto ao atendimento. Nós não podemos parar essa máquina, que é a máquina dos funcionários da saúde para dar assistência a nossa população, então é por isso que se começa a vacinação diante desse público tão importante para que a gente possa enfrentar essa doença".