TCE MAIO
(67) 99826-0686

Sem salário e com vale transporte atrasado, servidores de Ceinfs fazem paralisação na Capital

Segundo o sindicato, 4 mil funcionários estão com o pagamento atrasado

7 DEZ 2016
Dany Nascimento e Rodson Willyams
08h55min
Foto: Geovanni Gomes

Diversos Ceinfs (Centros de Educação Infantil) da Capital amanheceram sem funcionamento nesta quarta-feira (7), devido a falta de pagamento dos funcionários contratados por meio de convênio da Omep (Organização Mundial para Educação Pré-Escolar), Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária). 

A vice-presidente do Senalba-MS (Sindicato dos Empregados em Entidades Culturais, Recreativas, de Assistência Social, de Orientação e Formação Profissional no Estado de Mato Grosso do Sul), Elenir de Arruda Leite, afirmou ao TopMídiaNews que o pagamento já deveria estar na conta dos funcionários, o que não ocorreu.

Elenir destaca ainda que o prefeito Alcides Bernal (PP) também está deixando de depositar o vale transporte de alguns funcionários, que estão tirando dinheiro do bolso para se deslocar até os Ceinfs e se recusa a atender a categoria para dialogar.

"Ele não depositou o salário que os trabalhadores aguardavam e ainda tem funcionário que está tirando vale transporte do bolso para trabalhar, porque tem alguns que não recebem vale transporte há quinze dias. Enquanto o problema não for solucionado, o Sindicato orienta os funcionários a manterem a paralisação. Ele não atende a gente, esse prefeito não gosta de dialogar com a categoria. Alguns estão paralisados por completo e outros mantém funcionamento parcial", afirma a vice.  

Questionada sobre a quantidade de Ceinfs paralisados, Elenir explica que um levantamento ainda está sendo realizado para obter os dados em mãos, mas confirma que, no total, são 4 mil funcionários prejudicados. Sobre o 13º salário, Elenir diz que nenhum trabalhador recebeu e a categoria aguarda um posicionamento da prefeitura até o dia 20 de dezembro, data limite para o depósito do valor inteiro.

"Pela primeira vez os funcionários não receberam o 13º salário em novembro, então agora vamos aguardar para ver se sai até o dia 20 de dezembro, que é a data que o prefeito tem que depositar o valor inteiro para os funcionários", diz Elenir.  

Prefeitura confirma pagamento

Diante da paralisação, a secretária de Educação, Leila Machado, afirmou que pretende verificar a legalidade da paralisação e alegou que a prefeitura pode efetuar o pagamento até às 18 horas de hoje. "Vamos verificar a legalidade dessa paralisação. Não havia necessidade de fazer a paralisação porque a prefeitura é obrigada a pagar até o 5ª dia útil e pode fazer isso até às 18h. O cálculo dos pagamentos e do passe de ônibus foi entregue à Sepanflic, está tudo certo para o pagamento, que vai ser feito hoje". 

Veja também