TJMS dezembro
Menu
Busca terça, 10 de dezembro de 2019
Cidade Morena

Fake News usa foto de campo-grandense no lugar de agressora de Marcelo Rossi

Vítima sofreu um mal súbito e morreu na madrugada de domingo; postagens enganosas usam foto da jovem pra fomentar o ódio

16 julho 2019 - 14h54Por Thiago de Souza

O site "Sentimento da Alma" associa, em uma de suas matérias, a foto da campo-grandense Larissa Carla Martinelli, 31 anos, à mulher que empurrou o padre Marcelo Rossi do palco em uma missa em São Paulo, no último domingo (14). Porém, Martinellli morreu na madrugada do mesmo dia, vítima de mal súbito em uma tabacaria no Jardim dos Estados, na Cidade Morena. 

Conforme amigas de Larissa, que nasceu em Diamante do Norte, mas vivia há muito tempo na Capital, informaram ao TopMídiaNews, a foto pode ser achada facilmente em uma pesquisa no Google. O site em questão traz as informações corretas sobre o incidente envolvendo o Padre Marcelo, mas usa a foto indevidamente. 

Outro ponto destacado por quem conhecia Larissa é o fato da foto dela aparecer com uma tarja escrita ‘’Ele Não’’, nunca vista antes por elas. Embora Larissa se manifestasse contra o presidente nas redes sociais, a tarja pode fazer uma associação perigosa e denotar que quem não gosta de Jair Bolsonaro também não gosta de religiosos, além de fomentar o ódio contra a família da jovem falecida. 

Outras 'fake news' como esta estão sendo compartilhadas em redes sociais como o Twitter.

Morte

Larissa, conforme informou a mãe, sofria e fazia tratamento contra pressão alta. Ela estava com uma amiga em uma tabacaria na Rua Brasil, em Campo Grande, tomando cerveja e fumando narguilé. 

De acordo com relato da testemunha, Larissa alertou a amiga que não estava bem. Em seguida caiu no chão. O Samu foi acionado e, por uma hora, tentou manobras de ressuscitação, mas Larissa não resistiu.