Menu
domingo, 27 de setembro de 2020
Cidade Morena

Três ex-guardas municipais envolvidos na milícia dos Name são soltos pela Justiça

Eles terão de usar tornozeleira

13 agosto 2020 - 21h07Por Thiago de Souza

O juiz Roberto Ferreira Filho, da 1ª Vara Criminal de Campo Grande, revogou a prisão preventiva de três ex-guardas municipais de Campo Grande, envolvidos com a milícia de Jamil Name e Jamil Name Filho. A decisão foi publicada nesta quinta-feira (12). 

Foram beneficiados com a medida Rafael Carmo Peixoto Ribeiro, Alcinei Arantes da Silva e Eronaldo Vieira da Silva. Eles terão de se apresentar periodicamente à Justiça e usar tornozeleira eletrônica. 

O magistrado destacou que os três não possuíam função de destaque na organização criminosa, por isso é cabível a revogação da prisão. Todos estavam presos desde o dia 27 de setembro de 2019, quando da deflagração da primeira fase da Operação Omertà, do Garras e do Gaeco, com apoio do Batalhão de Choque da PM. 

Ainda segundo a decisão, os três guardas municipais à época integravam o núcleo de apoio da organização criminosa, promovendo majoritariamente ameaças e extorsões de inimigos da família Name e de testemunhas, além da pessoa de Eliane Benitez, esposa do ex-guarda civil, Marcelo Rios. 

Ademais, Roberto Filho disse que a prisão preventiva não pode ser um adiantamento da pena e que, neste caso, não vê riscos para o processo nem para a ordem pública. 

 

Leia Também

Aos 26 anos, rapaz morre ao cair com carro em barranco
Interior
Aos 26 anos, rapaz morre ao cair com carro em barranco
Fazenda no Pantanal virá refúgio de onças feridas em queimadas
Cidades
Fazenda no Pantanal virá refúgio de onças feridas em queimadas
Cantora Joelma revela que está tratando sequelas da covid-19
CORONAVÍRUS
Cantora Joelma revela que está tratando sequelas da covid-19
Comerciante morre em acidente após bater carro em árvore na MS-276
Interior
Comerciante morre em acidente após bater carro em árvore na MS-276