Menu
domingo, 25 de julho de 2021
PMCG REFIS 16 A 29/07
Cidade Morena

VAI CAIR? Obra corre risco no meio do centro de Campo Grande

Vereador denuncia problemas e Secretário de Obras rebate avaliação

03 março 2019 - 09h30Por Rodson Willyams

O vereador Francisco Veterinário (PSB) cobra informações da prefeitura quanto às reais condições de segurança da obra de infraestrutura realizada na década de 70 no córrego que corta a Rua Maracaju, na região central de Campo Grande. Embora poucas pessoas saibam ou esqueceram, a obra realizada no local é semelhante a que foi feita na década de 90, na Avenida Fernando Correia da Costa.

Segundo o parlamentar, a obra construída entre os anos de 1974 a 1977, não teria passado por vistoria ao longo dos anos. "Não foi feito nenhum trabalho que tivemos conhecimento". E lembra que um acidente no passado teria chamado a sua atenção quanto à segurança do local. "Me lembro que um caminhão de entulho foi engolido pela construção há pelo menos uns 10 anos. Creio que isso tem quer ser verificado para não termos tragédia".

Rua Maracaju em dias atuais. Foto: Reprodução / Street View.

Cuidado

A preocupação do vereador vem logo depois que a prefeitura realizou vistoria e identificou problemas na estrutura no viaduto da Avenida Afonso Pena com a Rua Ceára, mas nada que comprometesse a segurança dos usuários. No entanto, o município já começou e faz a recuperação das ferragens de cinco dos oito pilares que estão expostas e passarão por um tratamento anticorrosivo. Em seguida, será  aplicada uma resina de impermeabilização e, por último, será feita uma sapata de concreto.

Maracaju

O TopMídiaNews entrou em contato com o secretário Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos (Sisep), Rudi Fiorese, que informou que técnicos fizeram vistoria na estrutura do local e que não foi constatado nenhuma avaria na estrutura. "Fizemos as inspeções visuais e não foi detectado nenhum problema. Nós fazemos esse tipo de serviço rotineiramente".

No entanto, o secretário afirmou nova avaliação para este ano. "Nós vamos fazer uma licitação para contratar uma empresa de consultoria, que fará a avaliação dessas estruturas".


Rua Maracaju na década de 70 durante uma enchente. Foto: Reprodução / Arca/PMCG.

A reportagem também questionou Rudi quanto a estrutura da Avenida Fernando Correia da Costa, que apesar de ser nova, é um ponto que recebe um grande fluxo de água quando chove. "Quanto a essa obra, ela é bem mais nova. É uma obra década de 90 e também não identificamos qualquer problema que comprometa a estrutura do local".

Leia Também

Trabalhador cai de altura de 5 metros e morre na Santa Casa
Cidade Morena
Trabalhador cai de altura de 5 metros e morre na Santa Casa
Após motoboy ser encontrado morto, familiares pedem esclarecimentos sobre acidente
In Memoriam
Após motoboy ser encontrado morto, familiares pedem esclarecimentos sobre acidente
Mãe e filha de 11 anos são mortas na fronteira em atentado a tiros
Polícia
Mãe e filha de 11 anos são mortas na fronteira em atentado a tiros
Em Dourados, prefeito Alan Guedes desativa leitos de UTI após suspeitas em dispensa de licitação
Cidades
Em Dourados, prefeito Alan Guedes desativa leitos de UTI após suspeitas em dispensa de licitação