Menu
domingo, 20 de setembro de 2020
Cidade Morena

VÍDEO: após chuva, rua é tomada pela lama e ônibus atola no Cristo Redentor

Prefeitura informou que a SISEP vai retomar a manutenção das vias assim que houver condições climáticas para execução do serviço

23 abril 2019 - 13h27Por Nathalia Pelzl

Um ônibus que fazia a linha 522 Rita Vieira/Cristo Redentor atolou na Rua Lourenço Alves da Costa esquina com a Avenida Tereza Garcez Paim, no bairro Cristo Redentor, em Campo Grande. O registro ocorreu no início da tarde desta terça-feira (23).

Segundo os moradores da região, o transtorno é comum após chuvas, sendo a segunda vez que um transporte coletivo fica ‘empacado’ no mesmo ponto.

Rodrigo Valentin Coradini, de 32 anos, mora no local e conta que a situação está precária. “Outro ônibus acabou de atolar no mesmo local e a prefeitura não faz nada. O chão do local está fofo”, relata indignado.

A situação é ainda mais preocupante, devido ao horário, já que muitos utilizam transporte coletivo para trabalhar e ir à escola.  Moradores relataram que além do ônibus, diversos carros ficaram impossibilitados de transitar pelo local devido às péssimas condições.

Em nota, a prefeitura informou que a SISEP vai retomar a manutenção das vias assim que houver condições climáticas para execução do serviço.  Além disto, a reclamação será encaminhada ao setor responsável para o Jardim Campo Novo entrar na programação.

Repórter Top

Você também pode enviar flagrantes, acidentes, denúncias, fotos, informações que podem virar notícia no nosso site, mandando via WhatsApp pelo número (67) 99826-0686.

Leia Também

Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Polícia
Prefeito em MS ameaça dar tiro em bolsonaristas
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Cidade Morena
Chuva pode dar as caras já neste sábado e no domingo em Campo Grande
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Geral
Brasil tem 739 mortes pela covid-19 em 24 horas, diz Ministério da Saúde
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar
Entrevistas
Saudade é tanta, que um ano após perder o filho, Thayelle ainda escuta Miguel chamar