Menu
sábado, 26 de setembro de 2020
Cidade Morena

VÍDEO: vereador propõe menos taxas para mototaxistas, é vaiado e questiona: 'já viu isso?'

Profissionais do transporte em motos querem aumento de impostos para aplicativos de carona paga

25 fevereiro 2019 - 09h30Por Thiago de Souza

Vereador Vinícius Siqueira (DEM) diz não entender por que foi vaiado por mototaxistas, durante protesto da categoria na Câmara Municipal, na última semana, em Campo Grande. Ele diz que, simplesmente,  propôs reduzir taxas para o setor ao invés de aumentar os tributos para motoristas de aplicativos, como querem os trabalhadores.

''Já viram isso? Vaias para menos impostos'', questionou Siqueira em um vídeo postado uma semana depois em sua conta no Facebook.

Conforme o TopMídiaNews registrou, cerca de 100 mototaxistas foram à Casa de Leis denunciar que a concorrência com os serviços de carona paga é desleal.

Segundo o presidente do Sindicato dos Mototaxistas, Dorvair Caburé, os condutores de aplicativos não pagam impostos nem têm outras exigências. Já o setor que ele representa tem de ter curso, taxa de vistoria e aferição de mototaxímetro, por exemplo.  

Outra grande reclamação dos mototaxistas é o fato das empresas de carona paga não terem limite do número de profissionais ao volante, ao contrário dos mototáxis, que têm um número máximo de pilotos  com autorização para atuar.  

Ao ouvir essas reclamações, Siqueira ocupou a tribuna e propôs que os mototaxistas fossem favorecidos com corte de taxas e dessa forma a concorrência seria mais sadia e acirrada entre os modelos de transporte. Mas não houve concordância, só vaias.

''Como eu tenho uma linha mais liberal de redução de carga tributária, eu não posso defender que aumente a carga tributária do outro pra equilibrar'', explicou o democrata ao TopMídiaNews.

Ele alertou que essa discussão não pode ser ''nivelada por baixo''. 

''Se tá ruim pra um, aí você aumenta a carga tributária do outro para equilibrar? Tem de ser o contrário'', pontuou o parlamentar.

Siqueira destacou que nenhum profissional mototaxista lhe procurou para discutir a questão proposta por ele.

Regulamentação de aplicativos está na justiça. (Foto: Wesley Ortiz)

Conforme apurado pela reportagem, o decreto, o terceiro já emitido, desde que o serviço chegou à Capital e que regulamenta o serviço de aplicativos, foi alvo de questionamento na Justiça e não tem prazo para ter resultado. É por conta dessa falta de regulamentação que, atualmente, os condutores da Uber, 99 Pop, 7áxi, VaptVupt e Urban não recolhem nenhum tipo de imposto, somente a comissão das empresas.

Para o vereador, há a possibilidade de uma decisão judicial do assunto sair até o fim do mês. No entanto, ele adverte que, se o entendimento do Tribunal de Justiça for muito desfavorável ao serviço de carona paga, pode haver grande prejuízo ao setor.

Leia Também

Equipamento que será usado para prevenir desabastecimento de água já está em Corumbá
Interior
Equipamento que será usado para prevenir desabastecimento de água já está em Corumbá
Fotógrafo registra fuga de animais e destruição das queimadas no Pantanal
Geral
Fotógrafo registra fuga de animais e destruição das queimadas no Pantanal
'Meu pai não consegue pagar as contas': adolescentes pensam em abandonar o ensino com pandemia
Geral
'Meu pai não consegue pagar as contas': adolescentes pensam em abandonar o ensino com pandemia
Decreto permite três viagens diárias de ônibus entre Corumbá e Campo Grande
Interior
Decreto permite três viagens diárias de ônibus entre Corumbá e Campo Grande