TCE SETEMBRO
Menu
quinta, 23 de setembro de 2021 Campo Grande/MS
Sebrae
Campo Grande

VÍDEO: vizinha denuncia maus-tratos a cachorros, presos sob sol e chuva em quintal sujo

Mulher diz que denúncias a autoridades competentes da Capital foram várias e em vão

19 fevereiro 2019 - 07h00Por Amanda Amaral

Morador do bairro Jardim Ahani, em Campo Grande, é alvo de denúncia de vizinhos por maus-tratos a dois cachorros de sua residência. Os animais ficariam amarrados 24h por dia, mesmo em dias de sol e de chuva, em quintal com bastante sujeira e até galinhas.

A denunciante, que não quis se identificar na matéria, relata que já foram feitas denúncias ao CCZ (Centro de Controle de Zoonozes) e à Decat (Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Ambientais e de Atendimento ao Turista). Contudo, mesmo após visita da polícia no local, a situação continua a mesma.

Conforme o relato, há um terceiro cachorro na casa, que fica solto. Ela registrou imagens mostrando  o quintal com os animais embaixo de uma cobertura improvisada.

 “É triste de ver, os cachorros ficam uivando o tempo todo, chorando, não têm onde se abrigar e nunca estão soltos. Já fizemos de tudo e eles ficam lá ainda sendo ‘judiados’, não dá pra entender, a casa é murada”, reclama a mulher.

Veja o vídeo:

Denúncia

A denúncia de maus-tratos é legitimada pelo Art. 32, da Lei Federal nº. 9.605, de 12.02.1998 na Lei de Crimes Ambientais e pela Constituição Federal Brasileira, de 5 de outubro de 1988. São considerados crimes abandono, envenenamento, presos constantemente em correntes ou cordas muito curtas, manutenção em lugar anti-higiênico, mutilação, presos em espaço incompatível ao porte do animal ou em local sem iluminação e ventilação, utilização em shows que possam lhes causar lesão, pânico ou estresse, agressão física, exposição a esforço excessivo e animais debilitados (tração), rinhas, etc.

Em Campo Grande, maus-tratos a animais podem ser denunciados à Decat, pelos telefones (67) 3325-2567 e 3382-9271, ao Ministério Público, na Promotoria de Justiça do Meio Ambiente, ou ao CCZ pelos telefones (67) 3313–5000 e 3313-5001

Leia Também

Pedreiro é executado por dupla em moto em frente de obra em Aral Moreira
Interior
Pedreiro é executado por dupla em moto em frente de obra em Aral Moreira
Padre é suspeito de desviar R$ 620 mil para drogas e farras sexuais em casa
Geral
Padre é suspeito de desviar R$ 620 mil para drogas e farras sexuais em casa
Paciente esperam na chuva ou sol por desorganização na USF Vila Fernanda
Campo Grande
Paciente esperam na chuva ou sol por desorganização na USF Vila Fernanda
Sambista Arlindo Cruz era viciado em cocaína, revela filho no Youtube
Geral
Sambista Arlindo Cruz era viciado em cocaína, revela filho no Youtube