TCE JUNHO 2022
TOP MIDIA INSTITUCIONAL
Menu
segunda, 27 de junho de 2022 Campo Grande/MS
GOV ENERGIA ZERO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
GOV CRESCIMENTO JUNHO 2022
Cidades

Advogadas de MS são impedidas de palestrar na ONU Mulheres por surto de coronavírus

Evento seria realizado na manhã desta segunda-feira, em Nova Iorque

09 março 2020 - 11h20Por Nathalia Pelzl

A reunião sobre ações de igualdade, nesta segunda-feira (9), em Nova Iorque, na ONU Mulher, departamento das Organizações das Nações Unidas, foi cancelada, após o surto de coronavírus. Devido a isso, advogadas de Mato Grosso do Sul, que iriam participar, foram impedidas.

A advogada e presidente da Associação Brasileira das Mulheres de Carreira Jurídica (ABMCJ/MS), Rachel Magrini, a Subsecretária de Políticas Públicas para a Mulher em Campo Grande, Carla Stephanini e a advogada previdenciária Penélope Caixeta Del Pino, participariam do encontro. Rachel e Penélope também participaram do encontro do ano passado. 

Penélope iria falar sobre a Casa Mulher da Brasileira e a Lei Maria da Penha, com enfoque no auxílio doença para vítimas de violência.

No ano passado, o Supremo Tribunal de Justiça (STJ), estendeu a lei para qualquer tipo de violência. Após o afastamento, os primeiros 15 dias são pagos pela empresa e o resto arcado pelo INSS, segundo a 6ª turma do STJ.

Em 2017, a Islândia ficou em 1º lugar no ranking de países que mais conseguiram aplicar políticas públicas para avançar na desigualdade de gêneros. O Brasil caiu para a 90ª colocação no ranking, em um universo de 144 países.