SOLURB JULHO 2

quinta, 25 de julho de 2024

Busca

quinta, 25 de julho de 2024

Link WhatsApp

Entre em nosso grupo

2

WhatsApp Top Mídia News
Cidades

20/09/2016 10:17

Preso no Gaeco, procurador está ligado a investigação de associação criminosa em Campo Grande

Além disso, os agentes apuram denúncia de crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

O Gaeco (Grupo de Atuação Especial de Repressão ao Crime Organizado) deflagrou, na manhã desta terça-feira (20), a segunda fase da Operação Midas, com a finalidade de cumprir dois mandados de prisão preventiva, quatro mandados de busca e apreensão. Destas, três são em Campo Grande e um em uma propriedade rural no município de Nioaque, além de 22 notificações para comparecimento para prestar depoimento.

Segundo informações divulgada pelo Ministério Público Estadual, a Operação Midas teve sua primeira fase deflagrada em maio deste ano e seu objetivo é a apuração da prática dos crimes de corrupção ativa e passiva, lavagem de dinheiro, associação criminosa e falsidade documental. A nota com as informações é assinada pela atual coordenadora do Gaeco, Cristiane Mourão.

Na operação foram presos o procurador geral da Câmara Municipal, André Scaff e a esposa, Karina Campos Scaff. 

Ainda conforme o Gaeco, a investigação é por associação criminosa, corrupção passiva e lavagem de dinheiro. Os crimes teriam ocorrido durante a gestão de Gilmar Olarte como prefeito de Campo Grande, quando Scaff era secretário Municipal de Finanças.

Os advogados do procurador já estiveram no Gaeco em busca de informações.  

Loading

Carregando Comentários...

Veja também

Ver Mais notícias
AMIGOS DA CIDADE MORENA ABRIL NOVEMBRO