TCE Novembro
TJMS DEZEMBRO
Menu
quinta, 02 de dezembro de 2021 Campo Grande/MS
pmcg revia negocios
Cidades

Bernal convoca reunião emergencial para resolver problemas de catadores

03 junho 2016 - 10h23Por Rodson Willyams e Dany Nascimento

O prefeito Alcides Bernal, do PP, disse que fará uma reunião emergencial, na tarde desta sexta-feira (3), para discutir a situação da UTR (Usina de Triagem de Resíduos), localizada próximo ao lixão de Campo Grande. O Ministério Público Estadual denunciou que a área de transição do lixão trouxe prejuízo financeiro para um determinado grupo de pessoas.

Em razão disso, Bernal convocou reunião para esta tarde para conversar sobre o assunto. "Vamos fazer uma reunião hoje a tarde para qual a situação da UTR. Vamos chamar a imprensa e a prefeitura tem que fazer e está sendo feito", declarou durante agenda pública realizada nesta manhã.

Após a determinação do fechamento do Lixão Municipal, em março deste ano pela Justiça, que apontou as condições insalubres dos catadores, o prefeito havia assumido o compromisso de resolver a questão. Foi à Justiça na época para tentar ampliar a UTR (Unidade de Tratamento de Resíduos) e encaminhar os catadores que estão sem trabalho para o Proinc (Programa de Inclusão Profissional).

Naquela ocasião, protocolou uma petição na Justiça solicitando a prorrogação do prazo para reverter a situação. Ao ser questionado sobre o resultado, ele se disse otimista. “Pelo jeito, há pessoas que ainda dependem do lixo. Todas as vezes que fizeram essas tratativas, sempre foram atendidas”, disse.

Enquanto aguardava o parecer da Justiça, o prefeito ainda tinha solicitado um prazo para os catadores, de 30 dias, para ampliar a UTR, porém, o acordo foi quebrado e os catadores ficaram sem trabalho.

Atualmente, a UTR atende 88 funcionários - e não comportaria os 700 trabalhadores que atuam diretamente (429) e indiretamente (271) no aterro sanitário, conforme informações da própria prefeitura.