Menu
sexta, 14 de agosto de 2020
Cidades

Calor bate os 40°C com facilidade no MS e cuidado com a saúde deve ser redobrado

A perigosa junção de falta de chuva e calor intenso contribui para uma maior incidência de doenças respiratórias, em especial crianças e idosos

11 setembro 2019 - 09h23Por Luis Abraham

Setembro chegou e com ele a sensação de que agosto não terminou, de lá pra cá choveu pouco e o clima seco tem castigado o sul-mato-grossensse. As altas temperaturas registradas em Mato Grosso do Sul estão associadas a uma grande massa de ar quente e seca que predomina em todo o Brasil Central e faz com que as temperaturas ultrapassem os 40ºC.

Segundo a previsão do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), céu parcialmente nublado somente no extremo sul e sudoeste do Estado enquanto nas demais áreas a névoa seca permanece. Em Campo Grande, o calor 'infernal' toma conta, fazendo os termômetros baterem facilmente os 40ºC e junta-se à névoa seca e baixa umidade.

A perigosa junção desses fatores contribui para uma maior incidência de doenças respiratórias e inspira cuidados redobrados com a saúde, em especial crianças e idosos.

Entre as dicas para evitar transtornos decorrentes do clima seco estão medidas simples como a ingestão de bastante água, evitar a prática de esportes nas horas mais quentes do dia, permanecer em ambientes umidificados, além de manter a pele protegida com hidratantes e protetor solar.

Leia Também

Acusado de propina milionária, Vander já tem dois votos pela absolvição no STF
Cidades
Acusado de propina milionária, Vander já tem dois votos pela absolvição no STF
Brincalhão e de bem com a vida, Emerson deixa dois filhos pequenos e clamores por Justiça
Polícia
Brincalhão e de bem com a vida, Emerson deixa dois filhos pequenos e clamores por Justiça
Sábado tem Feijoada do Rotary Club e vai ser no sistema drive thru em Campo Grande
Cidade Morena
Sábado tem Feijoada do Rotary Club e vai ser no sistema drive thru em Campo Grande
Após acidente com naja, criadores entregaram voluntariamente 7 serpentes ao CRAS
Cidades
Após acidente com naja, criadores entregaram voluntariamente 7 serpentes ao CRAS