Tribunal de Contas
(67) 99826-0686
Camara - marco

CCZ intensifica ações de combate à dengue com fumacê nos bairros da capital

Dengue

15 OUT 2013
Carlos Guessy
19h30min

A partir desta quarta-feira (16), as ações de combate à dengue com o uso do fumacê serão intensificadas pelo CCZ (Centro de Controle de Zoonoses) que contará com 20 veículos montados com bombas para borrifação, sendo 14 carros recém-adquiridos.

Serão chamados 95 novos agentes do último concurso que executarão as atividades nos bairros da capital o que permitirá que nenhuma micro-área da cidade fique descoberta dos trabalhos de prevenção.

Os trabalhos vão atender os bairros abrangendo todas as regiões urbanas da cidade. O mapeamento dos locais está sendo concluído a partir do número de notificações de suspeitas de casos de dengue e da presença de focos de proliferação do mosquito transmissor da dengue Aedes aegipty.

No último dia 26 de setembro, a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau) anunciou durante reunião do Comitê de Combate à Dengue, o seu Plano de Contingência de Combate à Dengue para o biênio 2013/2014.

Após enfrentar com ações pontuais e de forma ágil uma das maiores epidemias de dengue da capital, a prefeitura de Campo Grande prevê para o atual Plano medidas para estados de alerta e de emergência da doença.

De acordo com a diretora de Vigilância em Saúde da Sesau, a médica infectologista Marcia Dal Fabbro, a programação de trabalho foi definida a partir da análise de cinco indicadores que se ultrapassados em seus limites (de pontuação prevista) indicam o alerta ou o estado de emergência.

Ao assumir a prefeitura da Capital, Alcides Bernal (PP), enfrentou uma das maiores epidemias de dengue da história de Campo Grande. Foram registrados mais de 45 mil casos notificados em 2013, 23 mil casos somente em janeiro, dos quais 12 pessoas vieram a óbito.

Veja também